Corra! vence o Spirit Awards 2018, o Oscar do cinema independente

O Spirit Awards 2018, considerado o Oscar do cinema independente americano, consagrou o terror “Corra!”, de Jordan Peele, como Melhor Filme indie do ano. Além disso, a premiação realizada na tarde de sábado (3/3) na Califórnia rendeu a Peele o troféu de Melhor Direção.

“Nós filmamos esse filme em 23 dias, e ninguém fez para ganhar um cachê, mas porque todos acreditaram em contar uma história que não tinha sido vista antes e que precisava existir”, disse Peele, em seu agradecimento. “Para mim, está claro que estamos no início de um renascimento neste momento, em que histórias dos outsiders, histórias das pessoas nesta sala, as mesmas histórias que os cineastas independentes têm contado há anos, são honradas, reconhecidas e celebradas. Estou tão orgulhoso de estar aqui com esse grupo de pessoas. Isso não teria acontecido sem todos aqui ou sem as pessoas que compraram ingressos e contaram sobre o filme e levaram mais pessoas a vê-lo”, completou.

É interessante apontar que, nos últimos quatro anos, o vencedor do Spirit Awards também venceu o Oscar de Melhor Filme – são eles: “12 Anos de Escravidão” (2013), “Birdman” (2014), “Spotlight” (2015) e “Moonlight” (2016). Essa sequência é maior que a coincidência registrada no Gotham Awards, o outro prêmio indie do cinema americano, que “acertou” os últimos três premiados do Oscar e este ano premiou “Me Chame pelo seu Nome”.

Por sinal, o filme de Luca Guadagnino também era favorito ao Spirit Awards, com o maior número de indicações. Mas só venceu dois dos seis prêmios que disputou: Melhor Fotografia e, na ausência de Gary Oldman – “O Destino de uma Nação” não é um filme indie – , Melhor Ator com o jovem Timothée Chalamet.

As demais categorias de interpretação repetiram os SAG Awards, com prêmios para Francis McDormand e Sam Rockwell, de “Três Anúncios Para um Crime”, e Allison Janney, de “Eu, Tonya”.

Entre os prêmios sem equivalentes no Oscar, destacaram-se a comédia de humor negro “Ingrid Goes West” como Melhor Filme de Estreia – com o diretor Matt Spicer fazendo uma dedicação especial à atriz Aubrey Plaza – , “Mudbound” pelo elenco e Chloé Zhao, de “The Rider”, como cineasta feminina – sobre Greta Gerwig, que venceu o Spirit de Melhor Roteiro, por “Lady Bird”.

Para completar a listagem principal, “Visages Villages” faturou a categoria de Documentário e o chileno “Uma Mulher Fantástica” foi eleito o Melhor Filme Estrangeiro.

Como todos os anos, a cerimônia de premiação aconteceu em tendas armadas na praia de Santa Monica, na Califórnia. Mas ao contrário de outras premiações da temporada, o Spirit Awards não foi marcado por nenhum protesto específico. Os artistas não foram de roupas pretas nem usaram broches de alguma causa.

Confira abaixo a lista completa dos premiados. E veja aqui os vídeos com todas as vitórias, as comemorações e os discursos de agradecimentos.

Vencedores do Independent Spirit Awards 2018

Melhor Filme
“Corra!”, de Jordan Peele

Melhor Direção
Jordan Peele (“Corra!”)

Melhor Filme de Estreia
“Ingrid Goes West”, de Matt Spicer

Melhor Atriz
Francis McDormand (“Três Anúncios Para um Crime”)

Melhor Ator
Timothee Chalamet (“Me Chame pelo seu Nome”)

Melhor Atriz Coadjuvante
Allison Janney (“Eu, Tonya”)

Melhor Ator Coadjuvante
Sam Rockwell (“Três Anúncios Para um Crime”)

Melhor Roteiro
Greta Gerwig (“Lady Bird”)

Melhor Roteiro de Estreia
Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani (“Doentes de Amor”)

Melhor Fotografia
Sayombhu Mukdeeprom (“Me Chame pelo Seu Nome”)

Melhor Edição
Tatiana S. Riegel (“Eu, Tonya”)

Melhor Documentário
“Visages Villages”, de JR e Agnès Varda

Melhor Filme Estrangeiro
“Uma Mulher Fantástica”, de Sebastián Lelio (Chile)

Prêmio John Cassavetes (filme feito por menos de US$ 500 mil)
“Life and Nothing More”, de Antonio Méndez Esparza

Prêmio Robert Altman (melhor elenco)
“Mudbound”

Prêmio Bonnie (melhor cineasta feminina)
Chloé Zhao (“The Rider”)