Atriz que foi de vermelho ao Globo de Ouro diz porque “furou” o protesto dos vestidos pretos

A presidente da Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, que organiza o Globo de Ouro, não foi a única mulher de vestido vermelho em meio ao tom de luto do figurino preto, ostentado por 99% dos presentes à premiação. A atriz Blanca Blanco (“Fake News”) justificou ter escolhido ser a dama de vermelho do Globo de Ouro 2018 com um tuíte.

“O problema é maior do que a cor do meu vestido”. A atriz ainda usou uma hashtag da campanha “Time’s Up” para completar o post. Veja abaixo.

Isto não a impediu de receber muitas críticas por “furar” o protesto coletivo das atrizes, que se vestiram de preto para denunciar o assédio sexual em Hollywood, especialmente no Instagram, onde postou fotos do tapete vermelho.

Não é a primeira vez que Blanca Blanco “causa” numa premiação de cinema. No ano passado, no tapete vermelho do Oscar, ela foi “traída” pela fenda do vestido e deixou as partes íntimas à mostra. Os dois momentos foram os mais vistos de sua carreira, que se resume a filmes B, como a continuação “Showgirls 2”, lançada diretamente em DVD.

De todo modo, as próprias organizadores do movimento Time’s Up também receberam críticas por se vestirem de preto, das verdadeiras vítimas dos assédios. Saiba mais aqui.

Arriving @goldenglobes

Uma publicação compartilhada por Blanca Blanco (@blancablancoactress) em

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings