Em Ritmo de Fuga deve ganhar continuação

Uma das melhores surpresas do ano, o thriller musical “Em Ritmo de Fuga” deve ganhar continuação. A revelação foi feita por Eric Fellner, um dos proprietários do estúdio Working Title, responsável pela produção.

Em meio a uma longa entrevista com o site Deadline sobre o estado atual da indústria cinematográfica, Fellner revelou que o diretor Edgar Wright já sabe como continuar a história e deve decidir se este será seu próximo roteiro em poucos dias.

“Edgar definitivamente tem mais idéias e acho que, no Ano Novo, ele vai se sentar e decidir se vai escrever esse roteiro”, disse o produtor. “Eu certamente acho que seria ótimo ver Ansel Elgort e Lily James de volta. Eles foram brilhantes juntos”, completou.

Orçado em US$ 34 milhões, “Em Ritmo de Fuga” acabou faturando mais de US$ 100 milhões só nos Estados Unidos, atingindo US$ 226 milhões em todo o mundo.

O filme também conquistou a crítica, registrando 93% de aprovação no site Rotten Tomatoes, com sua história sobre o anti-herói silencioso vivido por Ansel Elgort, um motorista com cara de bebê, que é um ás dos volantes. Capaz de escapar de qualquer perseguição, ele é utilizado por um chefão do crime (papel de Kevin Spacey) para uma série de fugas espetaculares de assaltos. O problema é que se mostra tão eficiente que o bandido decide não cumprir o acordo estabelecido para liberá-lo após um último golpe, ameaçando sua namoradinha (Lily James) para mantê-lo a seu serviço.

O elenco também inclui Jamie Foxx, Jon Hamm, Jon Bernthal e Eiza González como os criminosos que ele conduz durante os roubos. E a filmagem marcou a volta de Edgar Wright à direção, quatro anos após “Heróis de Ressaca” (2013) e o tempo perdido na pré-produção de “Homem-Formiga”, que o cineasta abandonou por conflitos criativos com a Marvel.