Liam Neeson é o Garganta Profunda em trailer legendado e fotos de drama sobre o escândalo Watergate

A Diamond Filmes divulgou o trailer legendado de “Mark Felt – O Homem que Derrubou a Casa Branca”, filme sobre o escândalo Watergate, que traz Liam Neeson (“Busca Implacável”) como o misterioso Garganta Profunda (Deep Throat). Também foram disponibilizados o pôster oficial americano e 12 fotos da produção.

O escândalo político começou com a invasão do prédio Watergate, onde estava alojado o comitê nacional do Partido Democrata, em Washington. Cinco pessoas foram detidas quando tentavam fotografar documentos e instalar aparelhos de escuta no escritório do Partido Democrata. Mas a cúpula do FBI tentou interromper a investigação. O acobertamento envolveu altas esferas do governo federal e acabou denunciado numa série de reportagens históricas do jornal Washington Post, graças a uma fonte secreta no próprio FBI: Garganta Profunda.

A investigação jornalística sacudiu o poder e levou à renúncia do presidente Richard Nixon em 1974, quando estava prestes a sofrer um processo de impeachment.

Esta história já rendeu um filme clássico, “Todos os Homens do Presidente” (1976), centrados nos jornalistas Carl Bernstein (vivido por Dustin Hoffman) e Bob Woodward (Robert Redford). Mas embora o filme recriasse os encontros secretos numa garagem subterrânea entre Woodward e o informante, ninguém sabia quem era Garganta Profunda na época. Apenas 30 anos depois, o ex-vice-diretor do FBI Mark Felt revelou ser a fonte das denúncias.

O novo filme conta a sua versão da história, mostrando sua indignação pela obstrução da justiça e politicagem que tomou conta do FBI, além de recriar seus encontros subterrâneos com a imprensa.

O elenco grandioso inclui Diane Lane (“Batman vs. Superman”), Marton Csokas (série “Into the Badlands”), Tony Goldwyn (“Scandal”), Ike Barinholtz (“The Mindy Project”), Josh Lucas (“The Mysteries of Laura”), Wendi McLendon-Covey (“The Goldbergs”), Kate Walsh (“Private Practice”), Brian d’Arcy James (“13 Reasons Why”), Maika Monroe (“Corrente do Mal”), Michael C. Hall (“Dexter”), Tom Sizemore (“Twin Peaks”), Julian Morris (“Pretty Little Liars”), Bruce Greenwood (“Star Trek”), Noah Wyle (“Falling Skies”) e Eddie Marsan (“Ray Donovan”).

A direção é de Peter Landesman, que já demonstrou sua predileção pela história criminal da política americana em sua estreia no cinema, como diretor e roteirista de “JFK, a História Não Contada” (Parkland , 2013), sobre o dia em que o presidente John Kennedy foi assassinado, e também como roteirista de “O Mensageiro”, sobre outro escândalo, envolvendo o acordo da CIA com traficantes de cocaína para financiar a guerrilha na Nicarágua nos anos 1980.

O filme tem produção dos cineastas Ridley Scott (“Prometheus”), Jay Roach (“Os Candidatos”) e do ator Tom Hanks (“Ponte dos Espiões”), e teve première no Festival de Toronto. A estreia comercial acontece nesta sexta (29/9) nos Estados Unidos e apenas um mês depois, em 26 de outubro, no Brasil.