23 filmes disputam indicação do Brasil à vaga no Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

O Ministério da Cultura (MinC) divulgou a lista dos filmes brasileiros que disputarão a indicação do Brasil a uma vaga na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar 2018.

As inscrições, abertas no dia 9 de agosto pelo MinC, se encerraram na quinta-feira (31/9). Ao todo, 23 filmes foram inscritos para a vaga, número bem maior do que no ano passado, quando apenas 16 longas se habilitaram, num processo marcado por desistências e politização.

A lista deste ano inclui filmes premiados em festivais, como “Gabriel e a Montanha”, dirigido por Felipe Barbosa, que venceu o prêmio Revelação na Semana da Crítica em Cannes e o prêmio da Fundação Gan. Também se inscreveram “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky, que venceu o prêmio do público no Festival de Cinema Brasileiro de Paris e seis troféus, inclusive o de Melhor Filme, no Festival de Gramado, e “Era o Hotel Cambridge”, de Eliane Caffé, vencedor do prêmio do público no Festival de San Sebastián (Espanha), 40ª Mostra Internacional de Cinema e no Festival do Rio.

Outros títulos passaram por festivais internacionais sem conquistar prêmios, como “Joaquim”, de Marcelo Gomes, selecionado para a mostra competitiva do Festival de Berlim, e “Vazante”, de Daniela Thomas, projetado na mostra Panorama do Festival de Berlim. Mas, curiosamente, “Pendular”, de Julia Murat, que foi premiado pela crítica na Panorama, não se inscreveu.

Há também bons filmes que optaram pelo lançamento direto no circuito comercial, como “O Filme da Minha Vida”, de Selton Mello, diretor do filme escolhido para representar o Brasil no Oscar de 2013, “O Palhaço”, “Bingo – O Rei das Manhãs”, de Daniel Rezende, que estreia como diretor, mas já concorreu ao Oscar em 2004, pela Edição de “Cidade de Deus”, além de “Polícia Federal – A Lei É para Todos”, que estreia na quinta-feira (7/9).

Ainda há cinebiografias, filmes políticos, documentários e outras produções bem fraquinhas, que fazem apenas número na relação. Uma comissão da Academia Brasileira de Cinema será responsável por definir o escolhido, que será divulgado dia 15 de setembro.

Confira abaixo a relação completa.

A Família Dionti
Direção: Alan Minas

A Glória e a Graça
Direção: Flávio Ramos Tambellini

Bingo – O rei das Manhãs
Direção:Daniel Rezende

Café – Um dedo de prosa
Direção: Maurício Squarisi

Cidades Fantasmas
Direção: Tyrell Spencer

Como Nossos Pais
Direção: Laís Bodanzky

Corpo Elétrico
Direção: Marcelo Caetano

Divinas Divas
Direção: Leandra Leal

Elis
Direção: Hugo Prata

Era O Hotel Cambridge
Direção: Eliane Caffé

Fala Comigo
Direção:Felipe Sholl

Gabriel e a Montanha
Direção: Fellipe Barbosa

História Antes da História
Direção: Wilson Lazaretti

Joaquim
Direção: Marcelo Gomes

João, o Maestro
Direção: Mauro Lima

La Vingança
Direção: Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro

Malasartes e o Duelo com a Morte
Direção: Paulo Morelli

O Filme da Minha Vida
Direção: Selton Mello

Polícia Federal – A Lei É para Todos
Direção:Marcelo Antunez

Por Trás do Céu
Direção: Caio Sóh

Quem É Primavera das Neves
Direção: Ana Luiza Azevedo, Jorge Furtado

Real – O Plano por Trás da História
Direção:Rodrigo Bittencourt

Vazante
Direção: Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro