Divulgação/Legendary

King Kong vai ganhar série passada na Ilha da Caveira

O sucesso mundial de “Kong: Ilha da Caveira” ajudou a impulsionar a produção da primeira série com atores de King Kong. Mas que não será uma sequência nem terá relação com o filme. Ao menos, não com o filme da Legendary. Os produtores vão basear o projeto na obra do criador de King Kong.

Segundo o site The Hollywood Reporter, a ideia é que a série tenha uma protagonista feminina e um grupo de atores multiétnicos, que irão explorar tanto as maravilhas quanto os horrores da Ilha da Caveira.

Batizada de “King Kong: Skull Island”, a trama está a cargo do casal Jonathan Penner e Stacy Title, respectivamente roteirista e diretor do terror “Nunca Diga Seu Nome” (2017).

“Jonathan e Stacy abordaram um mundo que tem extasiado o público ao longo dos anos e deu-lhe um viés contemporâneo, feminino”, disse o CEO da produtora MarVista, Fernando Szew. “É com grande expectativa que nos associamos com a IM Global Television para trazer esta nova visão emocionante diretamente para as casas dos espectadores.”

A IM Global é uma joint venture entre a gigante digital chinesa Tencent e Tang Media Partners, o que garante mercado internacional para a produção.

A MarVista, por sua vez, adquiriu os direitos para a produção dos herdeiros de Merian C. Cooper, criador, diretor e produtor de “King Kong” (1933), e de Joe DeVito, ilustrador que está processando os estúdios Warner e Legendary por terem visto e roubado suas ideias para “Kong: Ilha da Caveira”.

DeVito trabalhou desde 1992 com a família de Cooper para desenvolver a história de “King Kong: Skull Island”. Seu conceito é a base da nova produção, que ainda não tem canal definido. Uma história em quadrinhos baseada no projeto será lançada em julho pelo Boom!Studios.