Crimes do médico Roger Abdelmassih vão virar série

A Globo prepara em sigilo uma série sobre o médico Roger Abdelmassih, condenado a mais de 180 anos de prisão por estuprar dezenas de pacientes, ao longo de diversos anos. Segundo a revista Veja, a produção recebeu sinal verde de Silvio de Abreu, chefe da dramaturgia da emissora. Programada para 2018, a série inclusive já teria título: “Assédio”.

A autora do projeto é a escritora Maria Camargo, responsável pela minissérie “Dois Irmãos”, baseada em romance de Milton Hatoum, e que também desenvolve outra minissérie baseada no livro “Fim”, de Fernanda Torres,.

“Essa é uma história que deveria ser contada em qualquer época. Estamos vivendo um momento de consciência das mulheres. O caso foge do cotidiano. É tão inacreditável que sempre achei que poderia virar uma série. E será uma série que falará também do tempo que vivemos. Roger só chegou a virar o que virou, porque de alguma forma a sociedade permitiu. Havia quem silenciava. As mulheres não tinham coragem de falar. Não me interessaria falar apenas de um médico que estupra suas pacientes. O mais interessante é o personagem e seu entorno — a vaidade, a ambição, a onipotência de achar que nunca seria capturado”, disse Camargo em entrevista à revista.

O diretor responsável pela produção será José Luiz Villamarim, que assinou a excelente minissérie “Justiça” e acaba de fazer sua estreia no cinema com o igualmente ótimo “Redemoinho”, mas ainda não há previsão de estreia nem elenco escalado.