Johnny Depp descobre rombo nas finanças e processa empresários, que o chamam de gastador irresponsável

Johnny Depp está processando seus antigos empresários, alegando que eles administraram mal seu dinheiro durante um período lucrativo de sua carreira, o que teria resultado num grande rombo em suas finanças. A informação foi divulgada pela agência de notícias Associated Press.

No processo, aberto em um tribunal de Los Angeles, o ator diz que os ex-agentes não pagaram seus impostos da forma correta, fizeram empréstimos sem autorização e superfaturaram o pagamento de alguns serviços. Ele os acusa de conduta profissional negligente, fraude e enriquecimento ilícito e está pedindo ao menos US$ 25 milhões de compensação, pois afirma que teve que vender inúmeros ativos para cobrir suas perdas.

Ele teria descoberto uma série de dívidas ao trocar de agência de talentos, como multas milionárias da receita federal e contratos superfaturados com seguranças, entre outros.

Os empresários negam as acusações e rebatem Depp, apontando que os rombos nas contas são causados pelo estilo de vida extravagante do artista. Eles afirmam que, durante 17 anos, buscaram fazer o possível para proteger o ator de sua gastança irresponsável.

O advogado do The Management Group, a ex-agência do ator, vai além e diz que o processo é uma “fraude” e que o ator nunca reclamou da forma como sua carreira era administrada. Além disso, Depp ainda deve à empresa cerca de US$ 5 milhões de um empréstimo que foi feito em seu nome.

O ator finalizou na sexta (13/1) seu divórcio com a atriz Amber Heard, para quem deverá pagar ainda US$ 7 milhões.