Fracasso de Assassin’s Creed pode dar US$ 100 milhões de prejuízo


O fracasso de “Assassin’s Creed” nas bilheterias pode render US$ 100 milhões de prejuízo à Ubisoft, empresa de games que investiu no filme, e ao estúdio New Regency.

O valor foi estimado pelo site The Hollywood Reporter numa reportagem sobre os grandes fiascos do ano e leva em consideração a bilheteria pífia do longa em todo o mundo, que fez apenas US$ 42 milhões em sua primeira semana de exibição, contra os US$ 125 milhões de orçamento, mais investimentos em marketing. O abalo financeiro será grande para todos os envolvidos.



Curiosamente, não era algo inesperado. De fato, todas as grandes produções de Hollywood derivadas de videogames dão prejuízo. Mesmo assim, ano após ano, os estúdios teimam em filmá-las, com a esperança de que a próxima mudará esta escrita. “Tomb Raider” vem aí, em 2018.

A única exceção à regra são os filmes da franquia “Resident Evil”, que têm custo mais baixo que os demais e mesmo assim empatam seu investimento, rendendo lucro apenas ao chegar em outras mídias. Por sinal, “Resident Evil 6 – O Capítulo Final” vai encerrar a saga com lançamento em 26 de janeiro.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings