Heitor Dhalia vai filmar a premiada graphic novel brasileira Tungstênio

A graphic novel brasileira “Tungstênio”, de Marcello Quintanilha, vai virar filme com direção de Heitor Dhalia (“Serra Pelada”).

Premiada na última edição do festival francês de quadrinhos de Angoulême (o Cannes dos quadrinhos), na França, “Tungstênio” é centrada nos conflitos de quatro personagens tipicamente brasileiros, que se cruzam. São eles um policial movido por instintos, sua mulher, que está decidida a se separar, um traficante, cujo principal interesse é apenas sobreviver, e um ex-sargento do exército saudoso da vida no quartel.

A adaptação será roteirizada por uma dupla de peso, Marçal Aquino (“Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”) e Fernando Bonassi (“Carandiru”). Além disso, a produção terá consultoria artística de Guel Arraes (“O Auto da Compadecida”).

As filmagens devem começar em novembro deste ano em locações na Bahia, onde a história se passa, numa parceria entre a Paranoid e a Globo Filmes.

O elenco ainda não foi definido e não há previsão para o lançamento.