Luc Besson é condenado a pagar mais por plágio de John Carpenter



O cineasta francês Luc Besson, que se prepara para lançar a ficção científica “Valerian e a Cidade dos Mil Planetas”, recebeu uma segunda condenação por plágio, e terá que pagar cerca de US$ 500 mil em compensação financeira para o diretor John Carpenter.

Uma corte em Paris reiterou sentença anterior que já tinha considerado Besson culpado por copiar a sci-fi clássica “Fuga de Nova York” (1981), de Carpenter, em seu filme “Sequestro no Espaço” (2012). Besson não dirigiu o longa estrelado por Guy Pearce, mas co-escreveu o roteiro e produziu o filme, lançado por sua empresa, a EuropaCorp.

A nova condenação aumentou a indenização que precisa ser paga a Carpenter pelo uso não autorizado de suas ideias na reciclagem lançada por Besson. Em novembro, o produtor francês foi condenado a pagar um valor bastante inferior – 50 mil euros para a produtora de “Fuga de Nova York”, 20 mil euros para Carpenter e 10 mil euros para Nick Castle, co-roteirista do filme de 1981.



A justiça francesa reconheceu as muitas similaridades entre os dois filmes, que tem basicamente a mesma história, com a diferença que o longa francês se passa no espaço. “Sequestro no Espaço” trazia Guy Pearce como Snow, um ex-militar forçado a se infiltrar numa prisão espacial para resgatar a filha do Presidente americano (Maggie Grace), prisioneira dentro da instalação. Já em “Fuga de Nova York”, Kurt Russell interpreta Snake Plissken, um ex-militar forçado a uma missão de resgate do Presidente americano, cujo avião foi derrubado dentro da Ilha de Manhattan, transformada numa superprisão.

Carpenter está atualmente envolvido, como produtor, num projeto de refilmagem de “Fuga de Nova York”, e isso pode ter influenciado sua decisão de processar a EuropaCorp, cuja “homenagem” (agora, oficialmente plágio) teria dificultado os planos do remake.


Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.



Back to site top
Change privacy settings