Gunpowder: Violência da minissérie de Kit Harington cria polêmica no Reino Unido

Gunpowder: Violência da minissérie de Kit Harington cria polêmica no Reino Unido

 

Uma minissérie estrelada por Kit Harington, o Jon Snow de “Game of Thrones”, está causando controvérsia no Reino Unidos. A Ofcom, instituição que regula os veículos de mídia no Reino Unido, informou ter registrado sete reclamações contra “Gunpowder”, que teve sua estreia britânica na noite de sábado (22/10).

As reclamações dizem respeito a imagens vívidas de violência da atração, como um jovem padre que é enforcado e esquartejado e uma mulher despida antes de morrer esmagada.

As cenas fortes renderam comparações a “Game of Thrones”, com muitos telespectadores classificando a minissérie como mais violenta que a produção da HBO – que não é conhecida por pegar leve.

“Obrigado, ‘Gunpowder’. Eu não queria vomitar, mas vomitei. Eu sei que esse tipo de violência acontecia, mas não precisava vê-la graficamente”, escreveu um telespectador no Twitter. “Essa cena de execução é uma das coisas mais dolorosas que já presenciei na TV”, afirmou outro. Muitos comentários classificaram as cenas como “desnecessárias” e “grotescas” e disseram que desligaram a TV por conta da violência retratada.

A produção da rede pública BBC recria a história real da Conspiração da Pólvora, um plano para explodir o Parlamento inglês e matar o rei James VI, que perseguia brutalmente os católicos. Além de interpretar líder da revolta, Robert Catesby, Harington também é produtor da minissérie – e descendente de seu personagem.

Prevendo a reação, ele havia comentado as cenas violentas, na véspera da estreia. “Era importante para a história porque desde o começo precisamos saber porque Catesby embarca nesse ato muito, muito violento”, disse ele a uma rádio britânica.

Em nota, a BBC também defendeu o teor de “Gunpowder”: “As cenas foram ao ar depois das 9h30, com um aviso claro aos espectadores antes do início do episódio. Os métodos retratados estão fundamentados em fatos históricos e refletem o que aconteceu na época da Conspiração da Pólvora”.

Criada pelo roteirista Ronan Bennett (“Inimigos Públicos”) e o ator Daniel West (série “South Riding”), a minissérie também traz em seu elenco Liv Tyler (série “The Leftovers”), Peter Mullan (série “Ozark”), Mark Gatiss (série “Sherlock”) e Tom Cullen (série “Downton Abbey”) no papel de Guy Fawkes, o homem que inspirou “V de Vingança” e as máscaras dos hackers Anonymous.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.