Detalhe da foto de Josh Brolin como Cable alimenta teoria sobre o futuro dos X-Men

 

As primeiras fotos de Josh Brolin como o herói Cable em “Deadpool 2” tiveram repercussão positiva entre os fãs. Ao contrário do que aconteceu com as imagens de Zazie Beets (série “Atlanta”) como Dominó, as redes sociais se encheram de elogios para o visual. Mas também notaram um detalhe curioso na caracterização: um ursinho de pelúcia no cinto de Cable.

É possível que se trate apenas de uma piada, já que Deadpool é o mais palhaço dos super-heróis. Cable é um guerreiro mortal que precisaria de seu ursinho de pelúcia para dormir, algo que até remete à relação do Capitão Boomerang com unicórnios cor-de-rosa no filme do “Esquadrão Suicida”. Mas o bicho de pelúcia também pode ser um easter egg. E os fãs já destrincharam algumas teorias bem curiosas sobre o que pode ser uma pista importante a respeito do futuro dos X-Men. Literalmente.

Como os leitores de quadrinhos sabem, Cable é a versão adulta do filho de Cíclope, que foi levado para o futuro ainda bebê, depois de se infectar com um vírus. Assim, é possível que o urso seja o último vestígio de sua família original, a única lembrança de onde ele veio. Neste caso, abrem-se as oportunidades de crossover e de relacionamento de Cable com um Cíclope que é bem mais jovem que ele nos filmes dos X-Men – vivido por Ty Sheridan.

Mas também é possível que o urso seja pista de algo muito mais ambicioso. Ele poderia pertencer à Hope Summers (Esperança Summers, segundo os tradutores brasileiros). Nos quadrinhos da Marvel, Hope era uma messias mutante, um bebê nascido com o gene mutante numa linha temporal alternativa (as tramas de “Dizimação” e “Dia M”) em que isto seria cientificamente impossível. Por isso, para evitar ameaças à sua vida, ela foi escondida em outra época e realidade, tendo Cable como seu guarda-costas e, eventualmente, padrasto.

A existência de Hope é algo que abriria inúmeras possibilidades para os filmes dos X-Men. Vale lembrar que era a conexão da personagem com a força da Fênix que a tornava especial. E é este mesmo poder cósmico que irá se apoderar de Jean Grey no próximo filme da equipe de heróis mutantes, intitulado “X-Men: Fênix Negra” para não deixar dúvidas.

A extensão dos poderes de Hope só é realmente conhecida após um evento trágico em sua vida: a morte de Cable. Quando adquire os poderes de Fênix, é ela quem salva Cíclope de ser consumido pela Força Fênix. O que também pode ser uma dica de como os produtores pretendem resolver o problema da inevitável morte de Jean Grey (Sophie Turner) em “Fênix Negra”…

“Deadpool 2” estreia em 31 de maio, enquanto “X-Men: Fênix Negra” tem lançamento marcado para 1 de novembro de 2018 no Brasil.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna