Hacker que vazou as fotos nuas de Jennifer Lawrence, Ariana Grande e Kate Upton é condenado à prisão

Hacker que vazou as fotos nuas de Jennifer Lawrence, Ariana Grande e Kate Upton é condenado à prisão

 

O responsável pelo vazamento das fotos íntimas da atriz Jennifer Lawrence e da modelo Kate Upton foi condenado a 18 meses de prisão nos Estados Unidos.

De acordo com a sentença, Ryan Collins, nascido na Pensilvânia, acessou ilegalmente mais de 100 contas pessoais da Apple e Google, incluindo de algumas celebridades do show business, segundo informou na quinta-feira (27/10) a Promotoria americana.

Entre novembro de 2012 e setembro de 2014, Collins enviou e-mails para suas vítimas em potenciais sob o disfarce de um representante da Apple e Google, fazendo com que lhe fornecessem seus nomes de usuário e senhas.

Com as respostas, ele acessou ilegalmente as contas e roubou informações pessoais, incluindo imagens e vídeos privados, que mais tarde foram vazados na internet.

Os investigadores identificaram mais de 600 vítimas de Collins, muitas das quais pertenciam a indústria do entretenimento.

O vazamento em massa de fotografias de atrizes e cantoras nuas acabou conhecido como o “celebgate” e incluiu fotos nuas de, entre outras, Jennifer Lawrence, Ariana Grande, Kate Upton, Kim Kardashian, Rihanna, Scarlett Johansson, Mary Elizabeth Winstead e Kirsten Dunst. As fotos estão até hoje na internet.

No mês de maio, Collins já se tinha declarado culpado das acusações.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.