Diretora de Psicopata Americano quer filmar crimes de Charles Manson

 

A diretora Mary Harron e a roteirista Guinevere Turner, que fizeram juntas “Psicopata Americano”, vão retomar a parceria para contar a história de um psicopata americano real, Charles Manson.

Intitulado “The Family”, o filme examinará os assassinatos infames cometidos pela “família” de Manson, uma seita de hippies assassinos que barbarizou os EUA no final dos anos 1960. A trama será centrada na estudante Karlene Faith, que se junta a outras jovens que sofreram lavagem cerebral como parte da seita de Manson.

O roteiro, já finalizado, é baseado no livro “The Long Prison Journey of Leslie van Houten: Life Beyond The Cult”, escrito por Faith, e também no livro de Ed Sanders, “The Family”, sobre os assassinatos da família Manson.

No momento, “The Family” está em processo de escalação de elenco para iniciar suas filmagens na metade do ano, em Los Angeles.

A produção se junta a outras obras dedicadas ao mesmo caso, como o telefilme “Helter Skelter”, indicado a 3 prêmios Emmy em 1976, e a série “Aquarius”, que traz David Duchovny (“Arquivo X”) como um policial no encalço de Manson, atualmente renovada para sua 2ª temporada.

Além do filme de Harron, também está em estágio avançado de desenvolvendo o filme “Bigger Than the Beatles” (2017), sobre a relação de Manson com os Beach Boys, com estreia marcada para fevereiro de 2017.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna