Diretor de Mad Max planeja spin-off centrado na Imperatriz Furiosa

Diretor de Mad Max planeja spin-off centrado na Imperatriz Furiosa

 
 

O diretor e criador da franquia “Mad Max”, o australiano George Miller, revelou que tem interesse em produzir um filme centrado na Imperatriz Furiosa (Charlize Theron), principal destaque de “Mad Max: Estrada da Fúria”. Em entrevista à revista Entertainment Weekly, ele afirmou que deixou de fora, de propósito, a história da origem da personagem, que poderia ser explorada num spin-off.

“Ela é muito intrigante, então seria ótimo contar sua história”, disse o cineasta. “As origens dela são bastante interessantes, nós apenas as aludimos em ‘Estrada da Fúria’, porque aquele filme é apressado e não tem muito tempo para jogar conversa fora. Mas você sente que ela já passou por muitas coisas.”

O diretor revelou que tem dois roteiros prontos para continuar a história de “Mad Max”, mas ainda precisa conversar com a Warner para definir que caminho tomará. “‘Estrada da Fúria’ teve umas três versões diferentes em uma década. Iríamos filmar com o Mel Gibson em 2001, mas o 11 de setembro aconteceu, depois fomos para a Austrália e choveu no deserto depois de 15 anos, até que finalmente tivemos sinal verde para rodar no sul da África. Durante esse tempo, nos aprofundando na história e, nisso, terminamos com dois roteiros, sem realmente tentar. Estamos conversando com a Warner sobre isso agora, mas não sabemos qual das duas versões vai acontecer”, revelou ele.

Ele também gostaria de filmar um projeto pequeno antes de voltar ao mundo apocalíptico de Max, que seja menos complicado e rápido de rodar. “Quero algo menor e que a gente consiga resolver rápido. Algo sem tantas dificuldades técnicas, que seja mais baseado na performance dos atores”, disse.

“Mad Max: Estrada da Fúria” foi lançado em maio de 2015 e, apesar da repercussão, não se tornou um sucesso de bilheteria, arrecadando apenas US$ 375 milhões em todo o mundo – valor considerado baixo diante de seu orçamento de produção, estimado em US# 150 milhões. Mas o filme foi muito elogiado pela crítica e vem recebendo diversos prêmios, o que surpreendeu o estúdio, que passou a enxergar na produção a chance de conquistar alguns Oscars.

Mais Pipoca

 

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna