George Lucas não gostou do novo Star Wars: “um filme retrô”

George Lucas não gostou do novo Star Wars: “um filme retrô”

 

O cineasta George Lucas, aparentemente, foi uma das poucas pessoas do mundo que não gostou de “Star Wars: O Despertar da Força”. Em entrevista à revista americana The Hollywood Reporter, ele criticou o estilo “retrô” do filme, acrescentando que tinha vendido os direitos da saga a “escravistas brancos”.

“Quiseram fazer um filme retrô. Eu não gosto disso. Em cada filme, trabalhei muito duro para torná-los diferentes”, disse Lucas ao jornalista Charlie Rose. “Eu os fiz completamente diferentes: planetas diferentes, naves espaciais diferentes, para transformá-los em novos.”

Para completar, Lucas se referiu aos filmes como suas “crianças”, às quais havia “amado” e “criado”, e declarou que agora os tinha vendido a “escravistas brancos”. Depois disso, que ficou em silêncio e começou a rir.

O diretor vendeu a franquia de “Star Wars” aos estúdios Disney em 2012 por US$ 4 bilhões. Depois disso, viu seu roteiro para a continuação ser rejeitado. Frustrado ao verificar que os novos donos não estavam interessados em suas ideias para uma nova trilogia, ele preferiu se afastar da produção.

“Se eu chegasse lá, eu estaria indo apenas para causar problemas, porque eles não iram fazer o que eu queria que eles fizessem. E então eu disse: ‘OK, eu vou seguir meu caminho, e eu vou deixá-los ir por seu caminho'”, comentou o cineasta.

Vale observar que aquilo que Lucas chama de “retrô” é o que tem sido mais elogiado na produção: o uso de objetos reais, como naves e robôs que podem ser efetivamente tocados, e locações externas em diferentes países, que conferem maior realismo à história. Já aquilo que o diretor chama de “diferente” é justamente o ponto mais lamentado de toda a saga, a inclusão de alienígenas cômicos e o artificialismo obtido pelo abuso da computação gráfica na segunda trilogia.

Dirigido por J.J. Abrams, “Star Wars: O Despertar da Força” é um fenômeno de público e crítica. Além de integrar as listas dos melhores filmes de 2015, também vem derrubando recordes atrás de recordes de arrecadação, enquanto se encaminha para se tornar o filme mais bem-sucedido de todos os tempos.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.