Universal+ | Novo streaming chega de surpresa no Brasil

Uma nova plataforma de streaming desembarcou no Brasil nesta semana. A NBCUniversal lançou na terça (12/12) a Universal+ em parceria com a Claro. Versão brasileira da americana Peacock, a plataforma chegou sem […]

Divulgação/Peacock

Uma nova plataforma de streaming desembarcou no Brasil nesta semana. A NBCUniversal lançou na terça (12/12) a Universal+ em parceria com a Claro. Versão brasileira da americana Peacock, a plataforma chegou sem alarde, possivelmente pelas restrições da parceria. Por enquanto, ela só está disponível para assinantes da Claro TV+ e seu conteúdo pode ser acessado apenas pelo aplicativo da operadora de forma difusa, sem destaque na home da empresa.

Até o momento, a única atração inédita disponibilizada pelo novo serviço é “Poker Face”, estrelada por Natasha Lyonne (de “Orange Is the New Black” e “Boneca Russa”). A série foi a primeira criada por Rian Johnson, o cineasta de “Star Wars: Os Últimos Jedi” e “Entre Facas e Segredos”. Além de ter concebido a série, Johnson escreveu os roteiros, dirigiu os episódios e assina a produção. A trama é focada na detetive particular Charlie Cale (Lyonne), que pega a estrada em fuga de um criminoso perigoso (Benjamin Bratt, de “Star”), e a cada parada se depara com uma “galeria de personagens desonestos” diferente, sentindo-se obrigada a corrigir injustiças quando seu superpoder secreto dispara: uma habilidade extraordinária de determinar se alguém está mentindo. Sucesso de público e crítica nos EUA, a atração encontra-se renovada para a 2ª temporada.

Outra novidade é o acervo do programa humorístico “Saturday Night Live”.

Os demais conteúdos disponibilizados podem ser encontrados em outros serviços de streaming no Brasil, como as séries policiais da franquia “Chicago”, “Law & Order” e “FBI”, além de séries clássicas como “The Office”, “House”, “Grimm”, “Projeto Mindy” e outras.

A chegada da Universal+ coincide com a saída da Lionsgate+ do Brasil. A plataforma da Lionsgate foi descontinuada no começo de dezembro.

A expectativa é que o serviço da NBCUniversal cresça com mais conteúdos para se tornar independente em breve – tornando-se disponível via seu próprio aplicativo.