Lionsgate compra estúdio eOne, do filme “A Mulher Rei” e da série “Yellowjackets”

A Lionsgate adquiriu as operações de TV e cinema do estúdio Entertainment One (eOne), que pertenciam à fabricante de brinquedos Hasbro (“Transformers”), por aproximadamente US$ 500 milhões. A transação, que foi aprovada pelos conselhos de administração de ambas as empresas, está prevista para ser concluída até o final do ano.

A venda inclui uma equipe talentosa de funcionários, uma biblioteca de conteúdo de quase 6.500 títulos, incluindo “A Mulher Rei” e a vindoura sci-fi “Resistência”, e produções ativas para propriedades intelectuais não pertencentes à Hasbro, como “The Rookie”, “Yellowjackets” e todos os reality shows da empresa, incluindo “Naked and Afraid”.

A Hasbro também manterá a divisão Family Brands, que abriga marcas como “Peppa Pig” e “PJ Masks”, e todos os produtos relacionados a seus brinquedos, incluindo as franquias “Dungeons and Dragons” e “Transformers”, que tiveram filmes recém-lançados em parcerias da eOne com a Paramount. Apesar disso, planeja realizar parcerias com a Lionsgate em novas produções, como na adaptação do jogo “Monopoly” (a versão original de “Banco Imobiliário”).

 
Parceria entre os estúdios

“A venda está totalmente alinhada com nossa estratégia, e estamos satisfeitos em levar o processo a um fechamento bem-sucedido”, disse Chris Cocks, CEO da Hasbro. “A equipe de gestão da Lionsgate é experiente em entretenimento e hábil em gerar valor, e estamos felizes por ter encontrado um bom lar para nosso negócio de cinema e TV da eOne. Estamos ansiosos para fazer parcerias com eles, especialmente em uma adaptação cinematográfica de ‘Monopoly’.”

Cocks continuou: “O entretenimento continua sendo uma prioridade para a Hasbro. A Hasbro continuará a desenvolver e produzir entretenimento baseado no rico cofre de marcas de propriedade da Hasbro. Também daremos vida a novas ideias originais, projetadas para alimentar todas as áreas do plano da Hasbro, incluindo brinquedos, publicações, jogos, produtos de consumo licenciados e entretenimento local. Como parte da venda, esperamos adotar um modelo de ativos leves para futuros entretenimentos em live-action, contando com licenciamento e parcerias com co-produções selecionadas.”

Em outras palavras, a empresa decidiu que prefere fechar acordos com grandes estúdios, como a Paramount com a franquia “Transformers”, que não dependem de envolvimento maior, do que arcar com todas as despesas em seu próprio estúdio, sujeito aos humores do mercado.

 
Pandemia precipitou venda

A Hasbro adquiriu a eOne em 2019 como parte de uma transação totalmente em dinheiro de US$ 4 bilhões. Na época, a Hasbro viu o acordo com a eOne como uma maneira de transformar suas franquias de brinquedos em produção de mídia, combinando a unidade de cinema e TV do estúdio independente com a sua. Só que em seguida veio a pandemia e interrompeu essa estratégia com uma paralisação total da produção em Hollywood, transformando o negócio em deficitário. Desde então, a Hasbro vem desmembrando a eOne e vendendo partes separadas da empresa.

Além disso, a Hasbro, sob a liderança do recém-instalado CEO Chris Cocks, tem demonstrado maior interesse em se tornar uma potência em jogos digitais, mudando o foco de seus negócios.