Divulgação/The CW

“Tom Swift” é cancelada após cinco episódios

A rede americana The CW cancelou “Tom Swift” após a exibição de cinco episódios.

O spin-off de “Nancy Drew” foi lançado há apenas um mês, mas não conseguiu decolar, classificando-se entre as séries menos assistidas da CW, com 535 mil espectadores ao vivo.

A atração é desdobramento de um episódio (piloto embutido) da 2ª temporada de “Nancy Drew”, que introduziu Tian Richards (de “A Vida Imortal de Henrietta Lacks”) como o personagem-título um gênio inventor, filho de bilionário, negro e gay.

Na trama da série, o desaparecimento de seu pai lança o jovem Tom num mundo de conspirações sci-fi e fenômenos inexplicáveis. E para encontrar a verdade, ele precisa abandonar o conforto de seu estilo de vida para pegar a estrada e se esconder de um grupo misterioso, que está determinado a detê-lo.

O personagem original surgiu em 1910 numa coleção literária concebida pelo editor Edward Stratemeyer – o mesmo que, duas décadas depois, lançou o primeiro livro de Nancy Drew – como um jovem gênio inventor perseguido por indivíduos mal-intencionados. Mas não era negro, muito menos gay nos livros infantis que ajudou a vender.

Um detalhe curioso é que o cancelamento precoce mantém uma maldição de “Tom Swift”, devido a décadas de dificuldades para emplacar adaptações live-action do personagem.

A lista de tentativas frustradas inclui desde um piloto perdido de 1958, com o loiro Gary Vinson (“McHale’s Navy”) no papel principal, um projeto de filme cancelado, que seria dirigido por Gene Kelly (“Cantando na Chuva”) em 1968, e até uma produção de Glen A. Larson (criador de “Magnum”, “Supermáquina” e “Battlestar Galactica”) que o juntaria com Nancy Drew e os Hardy Boys em 1977. Ao final, este último projeto acabou virando “The Hardy Boys/Nancy Drew Mysteries” sem Tom Swift.

Até a série da CW, o personagem só se materializou uma única vez na TV, num telefilme de 1983, “The Tom Swift and Linda Craig Mystery Hour”, em que foi interpretado por Willie Aames (“Charles in Charge”). Também era para ser o piloto de uma série, mas foi um fracasso enorme de audiência.

A versão da CW apresentava um elenco predominantemente negro. Além de Tian Richards, havia grande destaque para Ashleigh Murray, a intérprete de Josie em “Riverdale” e “Katy Keene”.

De acordo com apurações do site Deadline, os chefões da CW gostam da parte criativa da série, mas não conseguiram mantê-la com a audiência baixa.

Como os contratos do elenco se encerraram nesta semana, a rede decidiu avisar que não pretendia renovar a atração.

A série ainda tem cinco episódios não exibidos na temporada e permanece inédita no Brasil.

Veja abaixo o trailer original da atração.