Divulgação/Universal Pictures

“Jurassic World” e “Agente Oculto” são principais estreias de streaming pro cine sofá

Com os lançamentos de um dos maiores blockbusters do ano e o novo thriller de ação dos diretores de “Vingadores: Ultimato”, as locadoras digitais e plataformas de streaming travam nesta semana uma disputa feroz pela preferência do público. Mas entre filmes de dinossauros, assassinos profissionais, romances adolescentes, desenho animado e até princesa, a programação também oferece prazeres cinéfilos, com estreias cultuadas do circuito dos festivais internacionais.

Confira abaixo as 10 melhores novidades da semana, numa variedade de estilos bastante ampla para possibilitar mais opções de escolha na hora de apertar o play pra assistir no sofá.

| JURASSIC WORLD – DOMÍNIO | CLARO TV+, VOD*

 

A conclusão da franquia jurássica reúne as estrelas da trilogia atual (Chris Pratt, Bryce Dallas Howard e a jovem Isabella Sermon) com os astros originais de “Jurassic Park” (Sam Neill, Jeff Goldblum e Laura Dern), além de introduzir novos intérpretes para mostrar o que acontece após os dinossauros serem soltos em meio à civilização contemporânea – situação do final do filme anterior, “Jurassic World: Reino Ameaçado”.

Só que os bichos, ainda impressionantes, tornam-se praticamente irrelevantes na nova trama, já que a verdadeira ameaça é uma corporação sinistra, responsável por experimentos causadores de desastres ecológicos. Neste sentido, a trama abraça o espírito do primeiro “Jurassic Park” (1993), colocando as consequências brutais das ambições humanas no centro da história.

Dirigido por Colin Trevorrow (do primeiro “Jurassic World”), “Domínio” também envolve numa missão de resgate – a neta (ou clone da filha) do fundador do Jurassic Park é sequestrada pelos vilões. Com essa premissa, a aventura também mistura um pouco de “Indiana Jones” e “Missão: Impossível”, providenciando picos de adrenalina a cada 15 minutos, no lugar do encantamento com os dinossauros. Ao menos, o clímax é reservado para a primeira aparição do Giganotossauro, o maior carnívoro que já existiu.

 

| AGENTE OCULTO | NETFLIX

 

O novo filme dos irmãos Joe e Anthony Russo, diretores de “Vingadores: Ultimato”, reúne um elenco vistoso e entrega muita ação, mas no fundo é um thriller genérico de orçamento inflado – o que, aparentemente, virou uma especialidade da Netflix.

Inspirado no livro de estreia de Mark Greaney, publicado em 2009, traz Ryan Gosling (“La La Land”) como o personagem-título, um assassino de aluguel e ex-agente da CIA, que é caçado ao redor do mundo por um ex-colega de agência, vivido por Chris Evans (o Capitão América de “Vingadores: Ultimato”). Não faltam explosões, tiros, pancadarias, locações internacionais e piadinhas na disputa letal, que a cada confronto se torna mais exagerada e cansativa.

O elenco grandioso ainda inclui a cubana Ana De Armas (“007: Sem Tempo para Morrer”), o brasileiro Wagner Moura (“Narcos”), o indiano Dhanush (“Karnan”), os ingleses Regé-Jean Page (“Bridgetown”) e Jessica Henwick (“Matrix Ressurections”), e os americanos Billy Bob Thornton (“Goliath”), Alfre Woodard (“Luke Cage”) e a menina Julia Butters (“Era Uma Vez Em… Hollywood”).

 

| A PRINCESA | STAR+

 

A fantasia de ação traz Joey King (“A Barraca do Beijo”) como uma Princesa nada convencional. Numa história típica de conto de fadas, ela é aprisionada numa torre por recusar-se a se casar com um tirano que ameaça seu reino. Entretanto, não espera ser salva por um Príncipe Encantado, porque não precisa, conseguindo sua liberdade na base da porrada. Subestimada por ser uma princesinha, ela usa seu kung fu para iniciar uma rebelião contra as forças invasoras, jurando vingança sangrenta contra o usurpador do trono de seus pais.

O elenco também destaca Dominic Cooper (“Agent Carter”) como o vilão e Veronica Ngo (“The Old Guard”) como uma aliada da princesa, que é mestre em artes marciais.

Com direção do vietnamita Le-Van Kiet (“Fúria Feminina”), a produção tem muita pancadaria e uma protagonista simpática, que compensa seu orçamento de telefilme.

 

| TUDO É POSSÍVEL | AMAZON PRIME VIDEO

 

O primeiro filme dirigido por Billy Porter, vencedor do Emmy de Melhor Ator de Série Dramática por “Pose”, narra o romance de uma confiante adolescente trans chamada Kelsa (a estreante Eva Reign) e um colega de classe apaixonado, Khal (Abubakr Ali, de “Katy Keene”), apesar do drama que sabem que isso pode causar – especialmente porque o garoto é crush da melhor amiga da protagonista.

O roteiro da novata Ximena García Lecuona foi inspirado num post no Reddit em que um garoto pedia conselhos sobre como convidar uma garota trans para sair. Esse sentimento de insegurança e cuidado faz o diferencial da trama ágil e franca. Além disso, a inspiração online também materializa uma reflexão sobre as relações empáticas formadas pelos adolescentes via mídias sociais. Kelsa, por exemplo, usa seu canal no YouTube para compartilhar sua jornada de transição, atualizações de relacionamento e seu interesse por animais.

Mas nem tudo é cor-de-rosa. Por mais descontruído que seja, Khal tem receios muito realistas sobre como seus pais antiquados e seu melhor amigo, que é transfóbico, lidarão com seu relacionamento com Kelsa.

 

| ESSE ANO VAI | DISNEY+

 

Selena Gomez e David Henrie, que foram irmãos em “Os Feiticeiros de Waverly Place” (série encerrada em 2012), retomaram a parceria neste filme. Ela produziu e ele estreou com diretor à frente deste road movie adolescente, que é estrelado por Lorenzo James Henrie (o irmão caçula de David, de “Fear the Walking Dead”), Vanessa Marano (“Switched at Birth”), Alyssa Jirrels (“Boo, Bitch”) e ainda inclui dois intérpretes de “Feiticeiros”, os atores Gregg Sulkin e Jeff Garlin.

O filme, que Henrie escreveu com Pepe Portillo (“Little Boy – Além do Impossível”) e Bug Hall (ator de “Os Batutinhas”), segue um aluno nerd (Lorenzo) do último ano do ensino médio que, em um último esforço para conquistar a garota dos seus sonhos (Jirrels), embarca em uma viagem com seus amigos para ver sua banda favorita no maior festival de música do ano. Tudo parece correr como ele planejou, menos por uma detalhe. Uma das amigas da viagem (Marano) se revela legal demais, como ele nunca tinha reparado, criando uma grande dúvida em seu coração.

 

| CONCORRÊNCIA OFICIAL | STAR+

 

A nova comédia que junta os astros espanhóis Penélope Cruz e Antonio Banderas (ambos de “Dor e Glória”) arrancou críticas elogiadíssimas e atingiu 94% de aprovação no Rotten Tomatoes ao passar pelos festivais de Veneza, Toronto e San Sebastián.

Escrito e dirigido pelos argentinos Mariano Cohn e Gastón Duprat (do premiado “O Cidadão Ilustre”), o filme acompanha três artistas que não se suportam tentando fazer um filme que deixe sua marca na história.

Cruz vive a diretora, Banderas é um galã de Hollywood e o argentino Oscar Martínez (“O Cidadão Ilustre”) é um ator premiado de teatro, que considera o colega de cena canastrão. Antes que as filmagens comecem, a diretora precisa fazer com que esses dois se entendam – e ela tem alguns truques radicais na manga.

 

| UMA HISTÓRIA EM MONTANA | CLARO TV+, VOD*

 

Dois irmãos jovens e distantes se encontram após muitos anos em seu antigo lar, um enorme rancho em Montana, EUA, após seu pai ser desenganado, dando seus últimos suspiros com ajuda artificial numa cama de hospital. Nesse retorno, eles confrontam um profundo e amargo legado familiar, que envolve o motivo da partida da irmã, enquanto o irmão descobre dívidas e deveres ingratos, sentindo o peso que representa aquele lugar.

O filme escrito e dirigido pela dupla Scott McGehee e David Siegel, parceiros de longa data, mas que não filmavam desde “Pelos Olhos de Maisie” há dez anos, foi exibido no Festival de Toronto passado e emocionou a crítica norte-americana, atingindo 78% de aprovação no Rotten Tomatoes.

 

| A COMUNIDADE | MUBI

 

Uma mansão herdada por um casal de intelectuais (Ulrich Thomsen, da série “Banshee”, e Trine Dyrholm, de “Amor é Tudo o Que Você Precisa”) vira uma comunidade compartilhada com amigos e desconhecidos em 1975, era em que o movimento hippie, de paz, amor e vida coletiva, estava em alta. A experiência origina um senso de coletividade, mas as regras de convívio, por mais claras que sejam, geram impactos imprevisíveis. E a grande ironia é que é justamente o amor que pode ruir tudo, conforme amantes são integrados à comunidade e o casal central se desfaz.

Um dos mais premiados diretores dinamarqueses da atualidade, Thomas Vinterberg adora temas polêmicos, e ao lançar este filme em 2016 recebeu o prêmio Robert (o Oscar dinamarquês) de Melhor Roteiro, antes de vencer seu Oscar de Melhor Filme Internacional por “Druk – Mais uma Rodada” no ano passado. Além do cineasta, Trine Dyrholm também foi reconhecida com o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Berlim por esse trabalho.

 

| PIG – UMA COMÉDIA MATADORA | CLARO TV+, VIVO PLAY, VOD*

 

Filme iraniano diferente de todos que você já viu, a obra de Mani Haghigh é um terrir trash, que disfarça em sua metalinguagem várias críticas ao governo e ao cinema do país.

O enredo gira em torno de um cineasta iraniano frustrado. Ele está proibido de filmar, sua musa tem trabalhado com outros diretores e sua vida doméstica é uma procissão de discussões intermináveis com a esposa e uma mãe cada vez mais sem noção da realidade. Como se não fosse suficiente, surge em cena um serial killer que resolve matar os melhores cineastas iranianos, mas tem a audácia de ignorar o protagonista sofredor. O que o leva questionar: por que o melhor diretor de cinema de todos continua vivo?

 

| BOB’S BURGER: O FILME | STAR+

 

A série animada de Loren Bouchard e Jim Dauterive comemora sua primeira década no ar com um filme, que foi lançado nos cinemas nos EUA e aqui chega direto em streaming. Eleita a Melhor Série Animada no Emmy de 2014 e 2017, “Bob’s Burguers” é exibida pela rede americana Fox desde 2011 e acompanha Bob Belcher, sua esposa e seus três filhos na missão de comandar um restaurante enquanto tentam manter a família unida.

Seu primeiro filme começa com o estouro de um cano, que cria um enorme sumidouro bem em frente ao Bob’s Burgers, arruinando os planos dos Belchers para um verão de sucesso. Enquanto Bob e Linda lutam para manter o negócio funcionando, as crianças tentam resolver um mistério que pode salvar o restaurante da família, numa trama que envolve “sexy burgers”, robôs e um disco voador.