Divulgação/Netflix

Festival de Veneza anuncia competição com diretores consagrados

A organização do Festival de Cinema de Veneza anunciou sua programação principal nesta terça (26/7). E é uma seleção impressionante de cineastas, com vários diretores consagrados na disputa do Leão de Ouro de 2022.

Por sua política de boa vizinhança com a Netflix, Veneza reuniu mais projetos hollywoodianos que o Festival de Cannes, que recusa produções de streaming. A diferença na seleção entre os dois festivais mais prestigiosos do mundo deixa claro que Cannes está sendo ultrapassado por Veneza como opção de lançamento mundial de grandes títulos.

Neste ano, o evento italiano será aberto pela exibição de “Ruído Branco”, novo filme de Noah Baumbach estrelado por Adam Driver e Greta Gerwig, que será a primeira produção da Netflix a abrir um grande festival de cinema internacional de tamanha importância.

Competindo pelo Leão de Ouro também está “Blonde”, de Andrew Dominik, outra produção da Netflix, que conta com Ana de Armas no papel de Marilyn Monroe.

A lista de novos projetos de grandes cineastas que serão lançados no festival ainda inclui “Bones and All”, de Luca Guadagnino, “The Whale”, de Darren Aronofsky, “Bardo”, de Alejandro González Iñárritu, “The Son”, de Florian Zeller, “Tár”, de Todd Field, “The Eternal Daughter”, de Joanna Hogg, e “The Banshees of Inisherin”, de Martin McDonagh. Embora a maioria deles não seja americana, todos trabalham em Hollywood e participam das premiações de cinema dos EUA – até a indie britânica Joanna Hogg já foi premiada no Festival de Sundance.

A competição também tem novos lançamentos dos italianos Emanuele Crialese, Gianni Amelio, Susanna Nicchiarelli e Andrea Pallaoro, dos franceses Roschdy Zem, Romain Gavras, Alice Diop e Rebecca Zlotowski, do japonês Koji Fukada, do argentino Santiago Mitre e dos iranianos Vahid Jalilvand e Jafar Panahi – o último está atualmente preso em seu país.

Além disso, outros filmes americanos muito esperados farão suas estreias mundiais fora da competição, como “Não Se Preocupe, Querida”, de Olivia Wilde, “Pearl”, de Ti West, e “Master Gardener”, de Paul Schrader.

O Festival de Veneza 2022 vai acontecer entre os dias 31 de agosto e 10 de setembro. Confira abaixo a lista de títulos divulgados de sua programação.

Mostra Competitiva

“Ruído Branco”, de Noah Baumbach
“Il Signore delle Formiche”, de Gianni Amelio
“The Whale”, de Darren Aronofsky
“L’Immensita”, de Emanuele Crialese
“Saint Omer”, de Alice Diop
“Blonde”, de Andrew Dominik
“Tár”, de Todd Field
“Love Life”, de Koji Fukada
“Bardo”, de Alejandro González Iñárritu
“Athena”, de Romain Gavras
“Bones and All”, de Luca Guadagnino
“The Eternal Daughter”, de Joanna Hogg
“Beyond the Wall”, de Vahid Jalilvand
“The Banshees of Inisherin”, de Martin McDonagh
“Argentina, 1985″, de Santiago Mitre
“Chiara”, de Susanna Nicchiarelli
“Monica”, de Andrea Pallaoro
“No Bears”, de Jafar Panahi
“All the Beauty and the Bloodshed”, de Laura Poitras
“A Couple”, de Frederick Wiseman
“The Son”, de Florian Zeller
“Our Ties”, de Roschdy Zem
“Other People’s Children”, de Rebecca Zlotowski

Fora da Competição

Closing Film: “The Hanging Sun”, de Francesco Carrozzini
“When the Waves Are Gone”, de Lav Diaz
“Living”, de Oliver Hermanus
“Dead for a Dollar”, de Walter Hill
“Call of God”, de Kim Ki-duk
“Dreamin’ Wild”, de Bill Pohlad
“Master Gardener”, de Paul Schrader
“Siccita”, de Paolo Virzi
“Pearl”, de Ti West
“Não Se Preocupe, Querida”, de Olivia Wilde

Fora da Competição (Não Ficção)

“Freedom on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom”, de Evgeny Afineevsky
“The Matchmaker”, de Benedetta Argentieri
“Gli Ultima Giorni Dell’Umanita”, de Enrico Ghezzi, Alessandro Gagliardo
“A Compassionate Spy”, de Steve James
“Music for Black Pigeons”, de Jorgen Leth and Andreas Koefoed
“The Kiev Trial”, de Sergei Loznitsa
“In Viaggio”, de Gianfranco Rosi
“Bobby White Ghetto President”, de Christopher Sharp and Moses Bwayo
“Nuclear”, de Oliver Stone

Fora da Competição (Séries)

“The Kingdom Exodus”, de Lars von Trier
“Copenhagen Cowboy”, de Nicolas Winding Refn