Divulgação/Netflix

Netflix se preocupa com cenas fortes de Klara Castanho em “Bom Dia, Verônica”

A Netflix vai dar atenção especial à edição das cenas de Klara Castanho na 2ª temporada de “Bom Dia, Verônica”. A atriz, que revelou recente ter sido estuprada, engravidado e dado o bebê para adoção, tem uma cena forte de estupro na produção.

Na trama, Klara interpreta uma jovem de 18 anos que é abusada sexualmente pelo próprio pai, um líder religioso interpretado por Reynaldo Gianecchini.

O desafio dos produtores é editar a cena de modo adequado, sem mostrar nada traumatizante, mas que reflita a trama.

A 2ª temporada já foi totalmente gravada e a equipe está atualmente trabalhando na finalização dos episódios, que vão revelar que o personagem de Gianecchini é quem está por trás da perigosa organização criminosa da trama, responsável por infiltrar aliados em cargos importantes na polícia e no judiciário.

Na produção do streaming, o personagem do ator é considerado “gente de bem”, livre de suspeitas. Por isso, será um inimigo difícil de ser combatido pela protagonista Verônica (Tainá Müller).

Produção da Zola Filmes, a série é baseada no romance policial de mesmo nome de Ilana Casoy e Raphael Montes (autores de “A Menina que Matou os Pais”), lançado originalmente sob o pseudônimo de Andrea Killmore. Os dois também escrevem e produzem a atração, concebida pelo próprio Raphael Montes.

Ainda não há previsão de estreia para os novos episódios.