Instagram/Lena Headey

Lena Headey é processada por papel cortado em “Thor: Amor e Trovão”

A atriz Lena Headey, estrela de “Game of Thrones”, está sendo processada em US$ 1,5 milhão por sua ex-agência de talentos, a britânica Troika. O mais curioso é que o processo é por comissões não pagas, relacionadas a uma participação em “Thor: Amor e Trovão”, que acabou cortada do filme.

A atriz saiu da agência em 2020. Mas a empresa alega que Headey deve pelo menos US$ 500 mil, valor equivalente a 7% da taxa de ganhos no filme da Marvel, mesmo que ela não apareça na versão final estrelada por Chris Hemsworth e Natalie Portman.

O processo corre na justiça britânica. Em sua defesa, a atriz alega que não deve nada à agência pelos projetos citados no processo, porque eles não foram negociados pelos representantes da Troika. O convite teria sido feito pessoalmente pelo diretor do longa, Taika Waititi.

A participação da intérprete de Cersei em “Game of Thrones” não teria sido a única cortada do filme. Em entrevista ao canal do Youtube Prensaescenario, o ator Christian Bale revelou que as cenas que filmou com Peter Dinklage (Eitri) e Jeff Goldblum (Grão-Mestre) não entraram na versão final da produção. “Muita coisa acaba sendo excluída do filme, mesmo que sejam cenas bonitas e brilhantes”, contou ele.

Dirigido por Taika Waititi, “Thor: Amor e Trovão” estreia em 7 de julho no Brasil.