Divulgação/Netflix

Integrante da “Máfia dos Tigres” é preso nos EUA

O dono de zoológico Bhagavan “Doc” Antle, que foi destaque na série documental “A Máfia dos Tigres” (Tiger King), da Netflix, foi preso na tarde de sexta (3/6) pelo FBI, segundo vários relatos. A prisão aconteceu no condado de Horry, no estado americano da Carolina do Sul, mas as acusações não foram divulgadas.

Segundo apurou o site TMZ, o motivo seria lavagem de dinheiro.

Antle, que era mágico antes de fundar seu primeiro zoológico particular, atualmente administra o Myrtle Beach Safari, especializado em grandes felinos e outras espécies ameaçadas de extinção.

Após sua passagem na 1ª temporada de “A Máfia dos Tigres”, ele se tornou o foco de um derivado documental da Netflix, “A Máfia dos Tigres: A História de Doc Antle”, lançado em 2021, que cobre várias denúncias de atividades ilegais.

Em 2020, Antle foi alvo de duas acusações criminais relacionadas ao tráfico de animais selvagens. Ele ainda enfrentou denúncias de ter relacionamentos inadequados com menores e de operar uma seita em seu negócio em Myrtle Beach. Antle nega as alegações.

Apesar das alegações, ele mantém boas conexões com Hollywood. Antle forneceu animais para filmes como “O Poderoso Joe Young” e “O Livro da Selva”, foi creditado como “principal treinador de animais” nas duas comédias de “Ace Ventura” e foi contratado como especialista em animais em “Dr. Dolittle”.

Vale lembrar que o principal personagem de “A Máfia dos Tigres” também está preso. Joe Exotic foi sentenciado em janeiro de 2020 a duas décadas de prisão por planejar o assassinato de sua rival, a ativista Carole Baskin.