Divulgação/Fox

Fred Savage é demitido de “Anos Incríveis”

A rede americana ABC demitiu Fred Savage, produtor e diretor do reboot de “Anos Incríveis” (The Wonder Years), após uma investigação sobre má conduta no set da atração.

Savage enfrentou três alegações separadas e cooperou com a investigação, de acordo com uma fonte do site The Hollywood Reporter com conhecimento da situação.

“Recentemente, fomos informados de alegações de conduta inadequada de Fred Savage e, como é política, uma investigação foi lançada”, disse a produtora 20th Television em comunicado. “Após sua conclusão, foi tomada a decisão de encerrar seu emprego como produtor executivo e diretor de ‘Anos Incríveis’.”

A decisão não deve ter sido fácil, pois Savage tem longa ligação com “Anos Incríveis”. Ele foi o ator principal da primeira versão da série, exibida nos anos 1980.

A versão original girava em torno de uma família de classe média dos 1960, que tinha sua típica vida suburbana recortada pelo olhar do pequeno Kevin Arnold, então vivido pelo menino Fred Savage. A nova versão, lançada em setembro passado, repete a premissa, mas desta vez com todo o contexto histórico apresentado pelo ponto de vista de uma criança negra.

O eterno Kevin dirigiu oito episódios do reboot. Ele dirige séries desde 1999 e já contabilizava a realização de capítulos de mais de 70 atrações diferentes no currículo.

A atual acusação de má conduta, porém, não foi a primeira na carreira do astro.

Em 2018, a atriz Alley Mills apresentou alegações de que o cancelamento do “Anos Incríveis” original foi consequência de um processo de assédio sexual movido contra seus colegas de elenco Savage (então com 16 anos) e Jason Hervey (então com 20 anos), que ela disse ter sido resolvido fora do tribunal. Mills interpretou a mãe de seus personagens na série.

No mesmo ano, uma integrante da equipe de “The Grinder” entrou com uma ação na Justiça, acusando o ator de atacá-la e assediá-la no set da série em 2015. Na época, Savage chamou as alegações de “completamente sem mérito e absolutamente falsas”, enquanto a 20th Television, que produziu o programa, afirmou que, após uma investigação sobre as alegações, não encontrou evidências de irregularidades da parte de Savage. Esse processo também acabou sendo resolvido fora do tribunal.

As acusações provavelmente são um choque para uma geração que cresceu com Savage e seus personagens infantis extremamente populares: além de Kevin Arnold, ele interpretou o neto para quem Peter Falk lia a história do clássico “A Princesa Prometida” (1987).

O novo “Anos Incríveis” foi lançado há duas semanas no Brasil pela plataforma Disney+.