Instagram/La Biennale di Venezia

Festival de Veneza homenageará Paul Schrader com Leão de Ouro especial

O cineasta Paul Schrader será o grande homenageado do Festival de Veneza deste ano. Ele receberá o Leão de Ouro especial pela sua carreira na 79ª edição da mostra cinematográfica, que será realizada de 31 de agosto a 10 de setembro na cidade italiana.

“Me sinto profundamente honrado, Veneza é o leão do meu coração”, disse o diretor de 75 anos em um comunicado à imprensa.

Para o diretor da Mostra, o crítico italiano Alberto Barbera, o prêmio é uma homenagem a “uma figura da Nova Hollywood, que revolucionou a imaginação, a estética e a linguagem do cinema americano no final dos anos 1960”.

Paul Schrader é “um dos autores americanos mais importantes de sua geração, um cineasta que foi influenciado profundamente pela cultura e pelo cinema europeu, um roteirista obstinadamente independente”, acrescentou.

Schrader se tornou conhecido primeiramente como roteirista de “Taxi Driver” (1976), numa parceria com Martin Scorsese, antes de se lançar como diretor no final dos anos 1970. Ele dirigiu clássicos como “Hardcore: No Submundo do Sexo” (1979), “Gigolô Americano” (1980), “A Marca da Pantera” (1982) e “Mishima: Uma Vida em Quatro Tempos” (1985), antes de se especializar em suspenses e se tornar queridinho do cinema independente.

Um de seus filmes mais recentes, “Fé Corrompida” (2017), venceu nada menos que 60 prêmios internacionais e lhe rendeu sua primeira indicação ao Oscar, na categoria de Melhor Roteiro Original.

O último, “The Card Counter”, foi exibido no Festival de Veneza do ano passado.