Divulgação/Paramount

“Sonic 2: O Filme” bate recorde nas bilheterias dos EUA

“Sonic 2: O Filme” teve uma das estreias mais impressionantes do ano com US$ 71 milhões de faturamento entre sexta e domingo (10/4) na América do Norte.

Muito acima das expectativas, a produção resultou na maior abertura da Paramount desde 2014 e também se tornou uma das poucas continuações da era da covid-19 a conquistar uma bilheteria de lançamento maior que seu antecessor.

Para completar, ainda quebrou um recorde com a maior estreia de uma adaptação de videogame em todos os tempos.

O recorde anterior pertencia ao primeiro “Sonic: O Filme”, que chegou com US$ 58 milhões em seu fim de semana inaugural em fevereiro de 2020, um mês antes dos cinemas fecharem em todo o mundo devido à pandemia.

O filme chegou no mercado internacional uma semana antes de seu lançamento doméstico e por isso soma um total estrangeiro de US$ 70 milhões. Em todo mundo, a produção já rendeu US$ 141 milhões.

O sucesso da franquia gamer tornou o reinado de “Morbius” muito curto.

A adaptação do personagem dos quadrinhos do Homem-Aranha sentiu o peso das críticas muito negativas e teve uma queda brutal de arrecadação, em torno de 74% em seu segundo fim de semana. Em 2º lugar, rendeu US$ 10,2 milhões e chegou a um total doméstico de US$ 57,1 milhões em seus primeiros 10 dias de exibição. Em todo o mundo, a produção milionária da Sony está com US$ 126,3 milhões e deve dar prejuízo, em grande contraste com o fenômeno “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa”.

A Paramount ainda encaixou outro filme no pódio: “Cidade Perdida” em 3º lugar. A comédia de aventura estrelada por Sandra Bullock fez pouco menos que “Morbius”: US$ 9,2 milhões. Seu total doméstico está em US$ 68,9 milhões e o lançamento no Brasil está marcado para 21 de abril.

Estes desempenhos deixaram claro o fiasco da estreia de “Ambulância – Um Dia de Crime”, que abriu em 4º lugar.

O novo thriller de Michael Bay (o diretor de “Transformers”) rendeu apenas US$ 8,7 milhões em seu primeiro fim de semana nos EUA e Canadá, apesar da maioria das sessões ter ingresso mais caro que a concorrência, por sua exibição em telas de formato premium como IMAX.

O longa da Universal também passou longe do topo no Brasil, onde chegou aos cinemas em 24 de março. O lançamento antecipado no exterior ajudou o filme a somar US$ 31 milhões mundiais… em 17 dias.

Considerada uma produção barata para os padrões de Michael Bay, “Ambulância” custou US$ 40 milhões para ser filmado e mesmo assim vai dar prejuízo.

O Top 5 se completa com “Batman”, que rendeu mais US$ 6,2 milhões no mercado norte-americano, elevando seu faturamento doméstico para US$ 359 milhões e a receita global para US$ 735,1 milhões – a maior bilheteria de 2022.