Divulgação/Nice Swan Records

Conheça 10 novos clipes do rock indie atual

Os novos clipes de rock independente da seleção abaixo reúnem a nova geração do “pós-pós-punk” britânico, o “punk de arte” americano e até surpresas do outro lado do mundo.

O Top 10 semanal (sem rankeamento) é disponibilizado em dois formatos: convencional, com breves informações sobre os artistas abaixo de cada vídeo, e via playlist (localizada no final do post), para quem preferir uma sessão contínua – método mais indicado para assistir numa Smart TV (opção Transmitir, na aba de configurações do Chrome, ou Mais Ferramentas/Transmitir etc no Edge).

 

THE RILLS | INGLATERRA

O novo clipe da banda novata de Lincoln mostra a faceta política do pós-pós-punk britânico. Ao estilo saudoso do Killing Joke, a crítica dançante às figuras da política internacional e à maneira como eleitores expressam suas opiniões online faz parte do primeiro EP do grupo, “Do It Differently”, que está previsto para 6 de maio.

 

SPORTS TEAM | INGLATERRA

O sexteto londrino começou a revelar o conteúdo de seu segundo álbum, “GULP!”, previsto para julho. Com influências tão disparatadas quanto The Fall e The Who, o primeiro single explora a transformação das vidas pessoais em entretenimento para as massas das redes sociais.

 

LIFE | INGLATERRA

A banda de Hull prepara seu terceiro álbum, intitulado “North East Coastal Town” em homenagem à sua cidade natal, que será lançado em junho. O primeiro single do disco, “Big Moon Lake”, é o mais parecido que Life já soou de outra banda bem conhecida do Norte inglês, The Fall.

 

MEAT WAVE | EUA

O trio punk de garagem de Chicago já tem quatro álbuns. Lançado no final de março, “Honest Living” é seu primeiro single de 2022 e primeiro clipe em três anos.

 

RIP ROOM | EUA

 

Com a pegada de Hüsker Dü e Fugazi, a banda de San Francisco é descrita por sua gravadora como “punk de arte”. A descrição se aplica a arranjos cerebrais, com mudanças de andamento inesperadas, sem abrir mão das guitarras distorcidas, vocais agressivos e letras com crítica política e social. “Worth Repeating”, sobre a falta de imaginação que condena a humanidade a repetir os mesmos erros repetidamente, é o segundo single de “Alight and Resound”, álbum de estreia previsto para 27 de maio.

FLOWVERS | INGLATERRA

Mesmo quando só era conhecido por suas demos, o quarteto de Portsmouth já era chamado por parte da imprensa britânica como “o futuro do indie rock”. Com um punch não ouvido no rock inglês desde Arctics Monkeys, “When It Comes To It” é a faixa mais potente da banda, após um punhado de singles e um EP em 2020.

 

FOLLY GROUP | INGLATERRA

A primeira banda a assinar com o Technicolor, novo selo da gravadora Ninja Tune, lançou seu segundo EP em 25 de março. “I Raise You (The Price of Your Head)” é uma das cinco faixas de “Human and Kind”. Com clipe surreal, a música do quarteto londrino foi inspirada pela pandemia e propõe uma inversão de papéis para aqueles que não se importaram em jogar com as vidas alheias. E se jogassem com a vida deles?

 

SUNGLACIERS | CANADÁ

O pós-punk eletrônico, produzido pelo roqueiro canadense Chad VanGaalen, faz parte do segundo álbum do quarteto de Calgary, “Subterranea”, lançado em 25 de março.

 

BEDCHAMBER | INDONÉSIA

O primeiro single desde o álbum de estreia “Geography” em 2018 comprova porque a banda de Jacarta é uma das melhores do sudeste asiático. A combinação perfeita de noise, math rock e new wave foi gravada em dezembro de 2020 e deve fazer parte do segundo disco, que ainda não recebeu um título ou data de lançamento.

 

LOOSE FIT | AUSTRÁLIA

Marcado pelos vocais de punk rock da cantora/saxofonista Anna Langdon e um nervosismo evocado pelas cadência sincopada, “Social Graces” é inspirado pela reação à pandemia na Austrália. Alinhando-se ao pós-punk pioneiro de bandas lideradas por cantoras, como Au Pairs e The Slits, o quarteto de Sydney vai lançar seu primeiro álbum em 26 de abril.