Divulgação/TIFF

Festival de Toronto só exibirá filmes russos que forem independentes

O Festival de Toronto seguiu Cannes e Veneza ao anunciar uma versão branda de boicote ao cinema russo, juntando-se ao protesto cultural contra a invasão da Ucrânia.

Em comunicado, os organizadores do maior festival de cinema da América do Norte informaram nesta quinta-feira (3/3) que vetarão a participação de organizações cinematográficas e meios de comunicação apoiados pelo Estado russo em seu próximo evento.

O comunicado também afirma que o festival canadense vai banir embaixadores e delegações culturais russas. Por outro lado, “continuará a incluir filmes de cineastas russos independentes na programação”.

Esta ressalva também foi feita por Cannes e Veneza. O festival italiano ainda frisou que “sempre haverá lugar em suas mostras” para cineastas russos “que se opõem ao regime atual na Rússia”.

A decisão dos maiores festivais de cinema do mundo busca uma alternativa menos radical que a tomada por festivais como Estocolmo e Glasgow, que decidiram não exibir qualquer filme russo neste ano, atendendo a um apelo da Academia Ucraniana de Cinema.

O próximo Festival de Toronto está programado para ocorrer de 8 a 18 de setembro.