Instagram/The Academy

Quentin Tarantino negocia dirigir episódios da volta de “Justified”

O próximo trabalho de Quentin Tarantino (“Era uma Vez em… Hollywood”) pode ser uma série. O site Deadline revelou que o cineasta está negociando dirigir um ou mais episódios do retorno de “Justified”, anunciado em janeiro pelo canal pago FX.

Caso o acordo seja fechado, Tarantino voltaria se juntar com o ator Timothy Olyphant, astro da série, que atuou sob sua direção em “Era Uma Vez em… Hollywood” (2019). Também seria a segunda vez que ele trabalharia com personagens de Elmore Leonard (1925–2013), que inspiram a série, após filmar “Jackie Brown” (1997), baseado num livro do escritor.

Tarantino já dirigiu séries anteriormente. Em 1995, assinou um episódio de “Plantão Médico” (E.R.) e em 2005 fez dois capítulos de “CSI”, contando uma história tensa de suspense em duas partes.

Mais recentemente, ele também planejou dirigir um filme de “Star Trek”, deixou todo mundo animado e desistiu quando o roteiro ficou pronto.

“Justified” vai voltar a ser produzida após seis temporadas premiadas, exibidas entre 2010 e 2015. O retorno acontecerá com uma história completa, no formato de minissérie. Batizada de “Justified: City Primeval”, a produção vai adaptar o romance “City Primeval: High Noon in Detroit”, de Elmore Leonard, após outra história do escritor, “Fire in the Hole”, servir como fonte para a série original.

O livro “City Primeval” gira em torno de Raymond Cruz, um detetive de homicídios de Detroit, que tenta prender Oklahoma Wildman, o assassino de um juiz. Mas a produção televisiva terá outro protagonista, trazendo de volta o delegado federal Raylan Givens, interpretado por Olyphant.

Vale notar que a presença de Givens é uma grande licença criativa em relação à trama original de Leonard, que foi publicado em 1980 – cerca de 13 anos antes da criação literária do protagonista de “Justified”.

Eis a sinopse oficial da produção:

“Tendo deixado o interior de Kentucky oito anos atrás, Raylan Givens agora vive em Miami como um anacronismo ambulante, que equilibra sua vida como delegado federal e como pai de uma menina de 14 anos. Seu cabelo está mais grisalho, seu chapéu está mais sujo e a estrada à sua frente de repente parece muito mais curta do que a estrada que ficou para trás.

“Um encontro casual em uma estrada desolada da Flórida acaba levando-o para Detroit, onde cruza o caminho de Clement Mansell, também conhecido como Oklahoma Wildman, um criminoso violento e sociopata que já escorregou pelos dedos da polícia de Detroit antes e pretende fazê-lo novamente. A advogada de Mansell, a formidável Carolyn Wilder, nativa da cidade, tem toda a intenção de representar seu cliente, mesmo quando ela tem seus próprios interesses divididos entre a polícia e o criminoso.”

A adaptação está a cargo de Michael Dinner e Dave Andron, que trabalharam em “Justified”. Dinner também vai dirigir episódios.

Além deles, a minissérie contará com produção de Graham Yost, criador de “Justified”, em parceria com o mesmo estúdio que produziu a série original, a Sony Pictures TV.