Divulgação/Polydor Records

Florence + The Machine lança clipe gótico empoderado

Florence + The Machine divulgou o clipe de “King” com carregado clima gótico. Dirigido pela cineasta Autumn de Wilde (do filme “Emma”), o vídeo traz Florence Welch num robe com capuz rosa escuro, flutuando de forma sobrenatural e hipnótica à frente de um coven de seguidoras e cavaleiros para serem sacrificados.

A música de texturas esparsas e baixo pulsante é inspirada na encruzilhada da cantora, ao chegar aos 35 anos sem filhos. “Discutimos na cozinha sobre ter filhos/Sobre o fim do mundo e a escala da minha ambição/E quanto vale a arte”, começa a letra, antes de explodir no refrão empoderado: “Eu não sou mãe/Eu não sou noiva/Eu sou Rei”.

Ela detalhou o contexto em comunicado, que atesta a intenção de manifesto do lançamento.

“Como artista, nunca pensei muito no meu gênero. Eu era tão boa quanto os homens e chega junto com eles todas as vezes. Mas agora, pensando em ser uma mulher nos meus 30 anos e no futuro… De repente, sinto essa ruptura da minha identidade e dos meus desejos. Que ser uma artista, mas também querer uma família, pode não ser tão simples para mim quanto para meus colegas homens. Eu me modelei quase exclusivamente em artistas masculinos e, pela primeira vez, senti um muro cair entre mim e meus ídolos, pois tenho que tomar decisões que eles não tomaram”.

“King” é a primeira música da banda de Florence desde o tema do filme “Cruella” (2021). Já o álbum mais recente, “High as Hope”, foi lançado em 2018 – por sinal, também teve um clipe, “Big God”, realizado pela mesma diretora.

Veja abaixo um dos melhores clipes do ano até agora.