Divulgação/Paramount

“Dora, a Aventureira” vai virar série live-action

“Dora, a Aventureira” também entrou a lista de novas produções da Paramount. Na apresentação da empresa ao mercado, foram anunciadas as produções de um filme animado por computação gráfica e a primeira série live-action da franquia, produzida para a plataforma Paramount+.

A série será inspirada no filme lançado em 2019, “Dora e a Cidade Perdida”, voltada para o público pré-adolescente. Já a animação, produzida pela Nickelodeon Animation, fará uma modernização da narrativa, mas manterá como público alvo as crianças menores, do período pré-escola.

Exibida pelo canal infantil Nickelodeon entre 1999 e 2019, “Dora, a Aventureira” acompanha a protagonista Dora Marquez, uma menina latina de oito anos, em aventuras didáticas ao lado de seu macaco de botas vermelhas, chamado justamente de Botas, sua mochila falante, batizada de Mochila, e um mapa que oferece orientações e conselhos, o Mapa. O desenho tem caráter educativo e um componente interativo, com os personagens se dirigindo aos telespectadores e os ensinando a falar espanhol (inglês, nas versões dubladas em português). Esse formato se tornou popular e acabou adotado por muitos outros desenhos pré-escolares nos anos seguintes.

Depois de ficar no ar por 20 anos, a série ganhou um filme em 2019, no qual a atriz Isabela Moner a versão live-action e adolescente da protagonista, acrescentando elementos de aventura mirabolante e um tesouro perdido na trama.

Ainda não há previsão para a estreia do desenho em CGI e a série com atores.