Divulgação/Sony

Cinemas recebem novo blockbuster e filme do Oscar

Os cinemas exibem cinco filmes novos nesta quinta (17/2), mas o grande público pode só encontrar um deles, que recebeu a maior distribuição do ano até aqui. “Uncharted – Fora do Mapa” chega em nada menos que 1.250 salas. A Sony aposta alto na produção, especialmente após estrear na liderança das bilheterias em 15 países no fim de semana passado.

Isto deixa os demais lançamentos na sombra, inclusive “Licorice Pizza”, que disputa o Oscar 2022 de Melhor Filme, e “Sempre em Frente”, primeiro filme de Joaquin Phoenix após vencer o Oscar por “Coringa”.

Os dois títulos que completam a programação são produções brasileiras. Confira abaixo todas as estreias, com mais detalhes e seus respectivos trailers.

 

UNCHARTED – FORA DO MAPA

Tom Holland volta a estrelar uma nova franquia de ação após o fenômeno de “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa”. Desta vez, ele vive Nathan Drake, que nos jogos da Naughty Dog é um arqueólogo aventureiro. Só que o personagem aparece diferente no filme, porque o ator é muito novo para o papel, reconfigurado para ser uma história de origem nunca apresentada nos games. O que impulsiona a trama é seu primeiro encontro com um caçador de tesouros que se torna seu mentor na busca por uma fortuna perdida.

Mark Wahlberg (“O Grande Herói”) vive o segundo protagonista, após ser cotado para viver Drake numa versão anterior do projeto – há mais de uma década. O elenco também inclui Antonio Banderas (“Dor e Glória”), Sophia Ali (“Grey’s Anatomy”) e Tati Gabrielle (“O Mundo Sombrio de Sabrina”).

Ao contrário de “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa”, no entanto, a crítica não se empolgou. Foram apenas 40% de aprovação no Rotten Tomatoes, mantendo a baixa média dos filmes dirigidos por Ruben Fleischer (dos 30% de “Venom”).

 

LICORICE PIZZA

Indicado a três Oscars, inclusive de Melhor Filme, o novo longa de Paul Thomas Anderson (“O Mestre” e “Trama Fantasma”) gira em torno da atração polêmica entre um adolescente, que começa sua carreira de ator, e uma mulher mais velha nos anos 1970.

A produção marca a estreia da cantora Alana Haim (do grupo musical Haim), de 30 anos, em seu primeiro papel no cinema. O diretor é muito amigo das irmãs Haim e já dirigiu nada menos que oito clipes do trio musical. Seu parceiro em cena também é estreante: Cooper Hoffman, filho do falecido ator Philip Seymour Hoffman, que tem 18 anos na vida real. O pai do jovem estrelou cinco filmes de Anderson.

Em contraste com o casal de iniciantes, o elenco de apoio é uma constelação de estrelas, incluindo Bradley Cooper (“Nasce uma Estrela”), Sean Penn (“O Gênio e o Louco”), Maya Rudolph (“O Halloween do Hubbie”), Ben Stiller (“A Vida Secreta de Walter Mitty”), John C. Reilly (“Kong: A Ilha da Caveira”), Emma Dumont (“The Gifted”), Skyler Gisondo (“Santa Clarita Diet”), Benny Safdie (“Bom Comportamento”), Mary Elizabeth Ellis (“Lodge 49”) e o cantor Tom Waits (“Os Mortos Não Morrem”).

 

SEMPRE EM FRENTE

Primeiro filme de Joaquin Phoenix após vencer o Oscar por “Coringa”, o drama em preto e branco traz o ator como um documentarista que pretende entrevistar crianças sobre a situação do mundo. Nesse processo, ele estabelece um relacionamento tênue, mas transformador, com seu sobrinho sem filtros de 8 anos, que ele leva em suas viagens.

“Sempre em Frente” tem roteiro e direção de Mike Mills, que não lançava uma nova obra desde “Mulheres do Século 20” em 2016. E embora tenha passado ao largo do Oscar, o menino Woody Norman (“Troia: A Queda de Uma Cidade”), que vive o sobrinho, foi indicado ao BAFTA (o Oscar britânico) como Melhor Ator Coadjuvante.

Elogiadíssimo pela crítica, atingiu uma avaliação até mais positiva que “Licorice Pizza” – 94% contra 91% de aprovação no Rotten Tomatoes.

 

A JAULA

A produção brasileira da Star+ é um remake do thriller argentino “4×4” (2019). Na trama, Chay Suede (“Amor de Mãe”) vive um ladrão que arromba um carro de luxo sem saber que está entrando numa armadilha. O empresário vivido por Alexandre Nero (“Império”) instalou no veículo um sistema especial, que prende em seu interior quem entrar sem autorização e impede que alguém possa ver ou ouvir os pedidos de ajuda.

A adaptação do longa original de Mariano Cohn (“Querida, Vou Comprar Cigarros e Já Volto”) foi escrita por João Candido Zacharias (“Danado de Bom”) e marca a estreia na ficção do diretor João Wainer, responsável pelos documentários “Pixo” (2009) e “Junho — o Mês que Abalou o Brasil” (2014).

 

PRIMAVERA

O longa de estreia de Carlos Porto de Andrade Jr chegou a ser apontado como a volta de Ana Paula Arósio ao cinema. Na verdade, a atriz não filma há quatro anos, época em que a obra foi finalizada. Tanto que a produção é coestrelada por Ruth de Souza, falecida em 2019.

A projeção se apresenta em forma de mosaico, refletindo memórias da história de uma família que são transmitidas para o filho, momentos antes da morte do pai.

A estrutura picotada também é fruto da forma como foi realizada: ao longo de 20 anos, por meio de Leis de Incentivo. O resultado condiz com o tom experimental do projeto.

 

RIO DE VOZES

 

O novo documentário rodado no Nordeste pela dupla Andrea Santana e Jean-Pierre Duret (“No Meio do Mundo”) conta histórias dos ribeirinhos do Rio São Francisco, que corta a região mais árida do Brasil.

Os registros mostram a vanguarda das mulheres na luta pela preservação, exprimindo o sentimento geral de que se o rio morrer, toda a vida do sertão desaparecerá com ele.