Divulgação/Warner Bros.

Filmes com Will Smith e Ben Affleck estreiam em streaming

A programação das plataformas de streaming e locadoras digitais traz ótimos filmes para o fim de semana, com destaque para “King Richard”, o longa que pode render o Oscar para Will Smith.

Outros astros de Hollywood chegam em títulos inéditos no circuito cinematográfico, como Ben Affleck no drama “The Tender Bar” e Chlöe Grace Moretz na sci-fi “Mãe x Androides”. E ainda há Dev Patel em “A Lenda do Cavaleiro Verde”, um dos melhores filmes de 2021, que desembarca no Brasil direto em VOD (locação digital).

Confira abaixo as 10 melhores opções de estreias, de sugestões de terror a títulos cinéfilos, para aproveitar o cinema em casa.

 

 

KING RICHARD: CRIANDO CAMPEÃS | HBO Max e VOD*

 

Will Smith (“Esquadrão Suicida”) busca sua terceira indicação ao Oscar após “Ali” (2001) e “À Procura da Felicidade” (2006) com uma nova cinebiografia, dando vida à perseverança do pai que possibilitou o sucesso das irmãs Venus e Serena Williams. O drama edificante mostra como Richard Williams (Smith) lutou contra todas as expectativas raciais para transformar suas filhas nas primeiras tenistas negras campeãs mundiais.

Dirigido por Reinaldo Marcus Green (“Monstros e Homens”), “King Richard” tem música-tema inédita de Beyoncé, 91% de aprovação no Rotten Tomatoes e chega ao streaming apenas um mês depois de passar pelos cinemas.

 

 

THE TENDER BAR | Amazon Prime Video

 

O drama de formação dirigido por George Clooney (“O Céu da Meia-Noite”) destaca o trabalho do ator Ben Affleck (“Liga da Justiça”), que eleva a história convencional com um ótimo desempenho. Na trama, ele é o tiozão proprietário de um bar decadente que ensina lições de vida ao sobrinho, enquanto o menino cresce e atinge idade suficiente para virar Tye Sheridan (“X-Men: Fênix Negra”) e entrar na faculdade.

A trama é adaptação do livro autobiográfico do jornalista JR Moehringer, lançado no Brasil como “Bar Doce Bar”, e tem roteiro do superestimado William Monahan, que venceu o Oscar por piorar a trama do thriller de Hong Kong “Infernal Affairs” (2002) em “Os Infiltrados” (2006).

 

 

A LENDA DO CAVALEIRO VERDE | VOD*

 

Um dos melhores filmes do ano pulou os cinemas para chegar direto nas locadoras digitais. Em clima de terror medieval e repleto de imagens impressionantes, “A Lenda do Cavaleiro Verde” oferece uma visão alternativa para a fábula dos Cavaleiros da Távola Redonda. Na trama, Sir Gawain (Dev Patel, de “Lion”) parte em uma jornada condenada e cheia de desafios para enfrentar uma criatura sobrenatural gigante, mesmo sabendo que viaja rumo à morte certa, com a esperança de que seja uma morte com honra.

O filme tem direção de David Lowery (“Meu Amigo, O Dragão”), especialista em fantasias de visual deslumbrante, e ainda destaca em seu elenco Alicia Vikander (“Tomb Raider”), Joel Edgerton (“O Rei”), Sean Harris (“Missão: Impossível – Efeito Fallout”) e Barry Keoghan (“Eternos”).

 

 

O REI DA ESCÓCIA | VOD*

 

Sequência não oficial – e de baixo orçamento – de “Coração Valente”, este épico modesto começa após a derrota de rebelião de William Wallace (Mel Gibson, no filme de 1995). Sem o mesmo êxito em inflamar as massas, seu aliado Robert the Bruce se vê sozinho, ferido e caçado pelas forças da Inglaterra, mas reencontra forças ao ser salvo por uma família simples, cujos filhos se tornam os primeiros soldados em seu novo exército.

Além de abordar o período histórico imediatamente posterior a “Coração Valente”, a produção é protagonizada por Angus Macfadyen, que retoma o papel de Robert the Bruce após dar vida ao personagem no filme de Mel Gibson. O ator também assina o roteiro. Mas vale dizer que esta história foi melhor contada em “Legítimo Rei”, da Netflix.

 

 

MÃE X ANDROIDES | Netflix

 

A sci-fi apocalíptica traz Chloë Grace Moretz (“Carrie, a Estranha”) como uma grávida que foge com o namorado, quando androides (robôs de aparência humana) usados em trabalhos domésticos declaram guerra contra a humanidade. O casal tenta se esconder dos ataques brutais na floresta, com a esperança de encontrar um lugar seguro para dar a luz.

A premissa que sugere “O Exterminador do Futuro” em “Um Lugar Silencioso” foi concebida por Mattson Tomlin, mais conhecido por seu trabalho como roteirista de “Power” (o filme de super-heróis genéricos da Netflix) e do novo longa de Batman. Por curiosidade, Tomlin também desenvolve uma série de animação sobre “O Exterminador do Futuro” na Netflix, que ainda não tem previsão de estreia.

 

 

PÂNICO NA FLORESTA: A FUNDAÇÃO | Telecine

 

O sexto filme da longeva franquia de terror surpreende por ser o melhor e o mais violento. Praticamente um reboot, acompanha um novo grupo de jovens incautos que resolve andar por onde não devia e acaba vítima das armadilhas mortais de uma comunidade isolada, que odeia visitantes em suas montanhas.

O roteiro é do criador da franquia, Alan B. McElroy, que concebeu o primeira variação montanhesa de “O Massacre da Serra Elétrica” em 2003. O elenco inclui vários atores conhecidos de séries, como Emma Dumont (“The Gifted”), Daisy Head (“Guilt”), Charlotte Vega (“Warrior Num”), Adain Bradley (“Riverdale”) e o veterano Matthew Modine (“Stranger Things”).

 

 

SARAH INTERPRETA UM LOBISIOMEM | Filmicca

 

Apesar do título, não se trata de terror, mas um drama sobre uma jovem demasiadamente apaixonada pelo clube de teatro de sua escola. A Sarah do título é uma confusão de raiva, frustração e medo, cheia de problemas familiares, mas também de energia criativa, que encontra no teatro um espaço para explorar suas emoções mais sombrias, inclusive fantasias de suicídio.

Exibido no Festival de Veneza, o filme da suiça Katharina Wyss também explora a natureza teatral da vida cotidiana dos adolescentes, idade em que se experimenta novos papéis, roupas, gírias, parceiros e gostos.

 

 

OS MEMBROS DA FAMÍLIA | Filmicca

 

Vencedor do Festival de Valência, a dramédia argentina acompanha um adolescente obcecado por fitness e sua irmã mais velha com inclinações místicas, que se veem presos numa cidade litorânea quase deserta ao tentarem cumprir os últimos desejos de sua mãe morta.

A situação deprimente e tediosa é amenizada por momentos de humor sutil, da mesma forma como a atmosfera enganosamente minimalista, com cores desbotadas, dá vida a belas imagens, especialmente nas cenas de praia, sob a direção criativa de Mateo Bendesky (“Acá Adentro”).

 

 

WHAT DO WE SEE WHEN WE LOOK AT THE SKY | MUBI

 

Premiado pela crítica internacional no Festival de Berlim de 2021, o drama do georgiano Aleksandre Koberidze narra uma história de amor à primeira vista digna das melhores fábulas encantadas, com direito à indefectível maldição inesperada. Após um casal se ver e se apaixonar à distância nas ruas de Kutaisi, na Geórgia, Europa Oriental, um evento sobrenatural acontece e, antes que possam ter seu primeiro encontro romântico, suas aparências mudam drasticamente, impedindo que se reconheçam.

Assumidamente romântica, a obra tem uma fotografia belíssima, que encontra mágica nos aspectos mais banais do cotidiano.

 

 

RESPIRE FUNDO | VOD*

 

Amanda Seyfried (“Mamma Mia!”) vive uma autora de best-sellers infantis, que faz sucesso ensinando as crianças a se libertar de seus medos. Mas quando sua filha nasce, a depressão pós-parto faz com que ela tenha que aprender sua própria lição de sobrevivência.

Primeiro longa dirigido por Amy Koppelman, que adapta seu próprio livro, o drama detalha, de forma quase didática, o desequilíbrio químico que afeta muitas mulheres após a gravidez.

 

 

* Os lançamentos em VOD (video on demand) podem ser alugados nas plataformas Apple TV, Google Play, Looke, Microsoft Store, NOW, Vivo Play e YouTube, entre outras.