Divulgação/Globo

Blogueiro extremista ataca integrantes do “BBB 22” e ameaça chacina

Um blog amador de conteúdo extremista, fascista, racista, sexista, transfóbico e nojento em geral pretende incendiar as massas com ofensas contra integrantes do “BBB 22”, visando chamar atenção para a realização de uma chacina.

A estratégia de engajamento radical levou ao uso de uma foto da Klu Klux Klan para divulgar um texto intitulado “Douglas Silva, um macaco no ‘BBB'”.

O primeiro texto, que não é assinado, foi publicado na sexta (21/1) no blog hospedado na rede WordPress. O conteúdo diz: “Desde quando são permitidos macacos como integrantes de reality shows? Douglas Silva não passa de um primata, nada mais e nada menos”.

“Provavelmente o colocaram nesse programa por pena, até nisso é capaz de terem cotas. Este negro imundo deveria ser crucificado vivo, e, logo em seguida, ter seu corpo carbonizado. Não vejo sentido em colocarem um macaco imitador de circo na televisão. O lugar desse preto fedido é trabalhando no sol quente numa lavoura e levando chicotada do nosso amigo Capataz Sancto”, diz o texto extremamente racista.

A mulher de Douglas Costa, Carol Silva, revelou que irá nesta quarta (26/1) ao Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) no Rio de Janeiro, acompanhada do advogado do ator, Ricardo Brajterman, e de um representante da Comissão de Combate às Discriminações e Preconceitos da ALERJ (Assembleia Legislativa do Rio) para abrir uma queixa crime contra o autor do texto.

Além de racismo contra o ator, o mesmo blog adotou um discurso transfóbico para falar da cantora e atriz Linn da Quebrada, outra participante do “BBB 22”.

“Linn, o traveco do ‘BBB 22’ está chateado por ter sido chamado de ‘amigo’. Eu não entendi qual é o problema, já que só utilizaram o substantivo correto ao chamar ele de amigo, pois ele é HOMEM [sic]. Linn, não importa se você usa peruca, maquiagem ou dá o c*, você nasceu com um pênis, vai continuar sendo um homem pro resto da sua vida”, diz um trecho do texto sobre a artista, que acrescenta: “Vamos resolver isso com armas e bombas”.

A equipe de administradores das redes sociais de Linn da Quebrada também está analisando o caso junto de sua equipe jurídica.

Um terceiro post ainda detalha “como eu mataria a Natália Deodato”, referindo-se à integrante do “BBB 22” com vitiligo como um “cachorro dálmata”.

O caso, porém, não se limita às pesadas ofensas pessoais. O autor utiliza os ataques como plataforma política com o objetivo expresso de fomentar ódio e terrorismo no Brasil.

Ao final das postagens, o “corajoso” Anônimo faz uma convocação aos fascistas brasileiros. “Vou criar uma legião de soldados, bem treinados prontos para o abate, todos com uma missão, o objetivo é sempre combater a degeneração”, ele escreve, enquadrando-se logo em seguida como terrorista.

“Irei alugar uma van, conseguir armamento pesado pesado e fabricar bombas caseiras. Vou explodir a van com as bombas na entrada da faculdade e invadir o curso de humanas com um fuzil. Não irei poupar nenhuma vadia, nenhuma gorda feminista, nenhum viado, nenhum traveco, nenhum cotista, maconheiro ou negro aprovado pelas cotas. Todos serão mortos. Será a limpa. Deixarei uma carta e um manifesto, quero morrer trocando tiro com a polícia, os porcos. Outros homens lúcidos e de bem igual a mim vão conhecer minha história e minhas ideias, e em breve, teremos pelo menos dois atentados assim por ano no Brasil”.

De forma aterrorizante, o blog tem recebido comentários de apoio. “Não vejo a hora que o Bolsonaro sancionar o licenciamento para assassinato de gays, negros, judeus e travecos”, escreveu um dos apoiadores.