Divulgação/Globo

Passaporte para Liberdade: Produção internacional da Globo ganha data de estreia

A Globo divulgou uma foto oficial de Sophie Charlotte (“Reza a Lenda”) e Rodrigo Lombardi (“Carcereiros”) como Aracy de Carvalho e João Guimarães Rosa em “Passaporte para Liberdade” para anunciar a data de estreia de sua primeira coprodução internacional falada em inglês.

Feita em parceria com a Sony, a minissérie de oito capítulos vai mostrar a saga de Aracy, funcionária do consulado brasileiro em Hamburgo durante a 2ª Guerra Mundial, que teria ajudado famílias judias perseguidas pelo regime nazista a escaparem para o Brasil.

Aracy Moebius de Carvalho (1908-2011) trabalhava com o vice-consul brasileiro, o escritor Guimarães Rosa, com quem posteriormente se casou. Ela teria usado sua posição como funcionária da embaixada brasileira em Hamburgo para conceder vistos a judeus entre os anos de 1938 até 1939, permitindo sua fuga para o Brasil, salvando cerca de 200 famílias da prisão e da morte na Alemanha nazista.

Entretanto, a história é controversa e, após questionamentos sobre a extensão do papel de Aracy, que não era diplomata, mas funcionária contratada, historiadores apontaram que ela não tinha poder de emitir vistos nem condições de adulterá-los. Além disso, um levantamento minucioso mostrou que o consulado de Hamburgo, neste período, não emitiu vistos irregulares e apenas cumpriu as determinações do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Por conta disso, a minissérie optou por trocar seu título, que originalmente seria “O Anjo de Hamburgo”, evitando assim uma “canonização” exagerada da personagem. A produção também deve se assumir como uma ficção inspirada em personagens reais.

O projeto começou a ser desenvolvido em 2018, mas só saiu do papel no início de 2020, quando começaram as gravações em Buenos Aires. Entretanto, com a chegada da pandemia logo em seguida, os trabalhos tiveram que ser suspensos e só foram concluídos em maio deste ano.

O elenco também destaca Tarcísio Filho (“Deus Salve o Rei”) e atores estrangeiros, como o britânico Tomas Spencer (“Ninfomaníaca”) e o alemão Stefan Weinert (“O Fotógrafo de Mauthausen”).

O roteiro é escrito por Mário Teixeira, autor da novela “Liberdade, Liberdade”, e a direção-geral está a cargo de Jayme Monjardim, que filmou “Olga” (2004), sobre Olga Benário Prestes, morta em 1942 justamente em um campo de extermínio nazista.

A estreia foi marcada para 20 de dezembro.