Divulgação/Sony Pictures

Novo “Homem-Aranha” vira maior bilheteria de 2021

O sucesso de “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” continua a impressionar. A coprodução da Sony e da Disney virou a maior bilheteria mundial de 2021, ao ultrapassar a arrecadação de “Velozes e Furiosos 9” (US$ 726 milhões) na terça (21/12) e “007 – Sem Tempo para Morrer” (US$ 773 milhões) na quarta (22/12), chegando nesta quinta (23/12) a um faturamento global de US$ 813,9 milhões

A expectativa é que a produção atinja US$ 1 bilhão com as bilheterias de seu segundo fim de semana, tornando-se o primeiro filme a alcançar esta marca desde “Star Wars: A Ascensão Skywalker”, lançado em dezembro de 2019.

Além dos EUA, os países que estão fazendo diferença nas bilheterias são Reino Unido, México, França, Rússia e… Brasil.

O volume poderia ser ainda maior se o lançamento chegasse à China, onde não tem previsão de estreia.

Mas o maior obstáculo é outro. A estreia do longa coincidiu com o fechamento de vários cinemas na Europa, que enfrenta picos de contágio de covid-19, graças à variante ômicron.

Apesar de todas essas dificuldades, o filme deve superar com facilidade o anterior, “Homem-Aranha: Longe de Casa”, que rendeu US$ 1,1 bilhão mundial. Vale lembrar que este montante também representa a maior arrecadação da História da Sony Pictures.

De fato, sem os contratempos sanitários e os repetidos problemas da Marvel com a China, “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” poderia até chegar aos US$ 2 bilhões, tendo em vista que seu fim de semana de estreia (US$ 600 milhões) só ficou atrás dos números do recordista “Vingadores: Ultimato”.