Divulgação/Netflix

Netflix anuncia data de estreia da 2ª temporada de “Bridgerton”

A Netflix anunciou que a 2ª temporada de “Bridgerton” estreia em 25 de março. A data foi revelada num vídeo com a participação do elenco, que também celebrou um ano do lançamento da temporada inaugural, disponibilizada em 25 de dezembro do ano passado.

Desde então, “Bridgerton” se tornou um fenômeno na Netflix, tornando-se a série mais vista do serviço de streaming até a estreia de “Round 6”, que quebrou todos os recordes. Segundo a plataforma, a atração foi assistida por 82 milhões de assinantes em seu primeiro mês.

A 2ª temporada não vai contar com a presença do astro revelação de Bridgerton, Regé-Jean Page. Cheio de compromissos, o ator não quis estender sua participação e considerou a história do Duque de Hastings encerrada no primeiro ano da produção, o que é verdade.

Os oito primeiros episódios adaptaram “O Duque e Eu”, o primeiro livro de Julia Quinn, com foco em Daphne Bridgerton (Phoebe Dynevor), a filha mais velha da família, e seu namoro e casamento com o Duque de Hastings (Regé-Jean Page).

Como cada exemplar da coleção literária “Os Bridgerton” conta a história de amor de um dos oito irmãos da família Bridgerton, no segundo volume o solteiro mais cobiçado da temporada de bailes é Anthony Bridgerton (Jonathan Bailey). Quem rouba seu coração é uma recém-chegada a Londres. Kate Sharma é inteligente e teimosa e não tolera idiotas – incluindo Anthony Bridgerton.

Com a escalação de Simone Ashley para o papel de Kate, a série continua sua reformulação do universo de Julia Quinn. Nos livros, o Duque de Hastings é branco, da mesma forma que Kate, retratada como loira na capa nacional do segundo volume, “O Visconde que Me Amava”. A personagem teve até o sobrenome alterado para refletir sua mudança racial na série – deixando de ser Kate Sheffield, como na obra original.

Mas quem imaginava protestos dos fãs dos livros tem se surpreendido com os elogios ao elenco multirracial, que acabou virando uma marca da série. Na verdade, trata-se de uma característica das produções da Shondaland, empresa de Shonda Rhimes (criadora de “Grey’s Anatomy” e “Scandal”), que será mantida na 2ª temporada de “Bridgerton”.