Divulgação/Marvel e MGM

Florence Pugh e Rami Malek entram no novo filme de Christopher Nolan

Os atores Florence Pugh (“Viúva Negra”) e Rami Malek (“007 – Sem Tempo para Morrer”) tornaram ainda mais grandioso o elenco de “Oppenheimer”, novo filme do diretor Christopher Nolan (“Tenet”).

Eles se juntaram a Cillian Murphy, Emily Blunt (ambos de “Um Lugar Silencioso – Parte II”), Matt Damon (“Jason Bourne”) e Robert Downey Jr. (“Homem de Ferro”) na produção, que também anunciou na sexta-feira (10/12) Benny Safdie (“Bom Comportamento”).

Além de dirigir, Nolan assina o roteiro do longa, uma adaptação do livro “American Prometheus: The Triumph and Tragedy of J. Robert Oppenheimer”, de Kai Bird e Martin J. Sherwin. Publicado em 2005, o livro venceu o Prêmio Pulitzer.

A trama gira em torno da criação da bomba atômica nos EUA, com Murphy no papel do cientista J. Robert Oppenheimer, que chefiou o projeto, e Blunt como sua esposa, Katherine “Kitty” Oppenheimer.

Pugh interpretará Jean Tatlock, integrante do Partido Comunista dos Estados Unidos que teve um caso ocasional com Oppenheimer e despertou grandes preocupações de segurança no governo. Malek e Safdie interpretam cientistas, com o segundo escalado como Edward Teller, o físico húngaro conhecido como o pai da bomba de hidrogênio.

Damon, por sua vez, vive o tenente-general Leslie Groves, diretor militar do Projeto Manhattan, que criou a bomba atônica, enquanto Downey interpreta Lewis Strauss, o infame presidente da Comissão de Energia Atômica que iniciou audiências que questionaram a lealdade de Oppenheimer aos Estados Unidos e revogaram sua autorização de segurança para trabalhar no projeto nuclear do país, transformando o cientista numa vítima da extrema direita macarthista dos anos 1950.

“Oppenheimer” também será o primeiro longa de Nolan produzido pela Universal Pictures, após duas décadas de parceria do diretor com a Warner Bros.

Embora seja um drama biográfico, a Universal está descrevendo o projeto como um “thriller épico” sobre “o paradoxo pulsante do homem enigmático que deve arriscar destruir o mundo para salvá-lo”.

A estreia está marcada para julho de 2023, próximo da data que marca o aniversário da explosão da bomba sobre Hiroshima.