Divulgação/Sony Pictures

Continuação do “Aranhaverso” ganha primeiro teaser e título oficial

A Sony revelou o primeiro teaser da continuação de “Homem-Aranha no Aranhaverso”. A prévia revela o reencontro entre Miles Morales e Gwen-Aranha, além de uma luta do protagonista contra o Homem-Aranha 2099. E, claro, o título e um detalhe importante da produção.

A nova animação do herói da Marvel ganhou o título de “Homem-Aranha: Através do Aranhaverso – Parte 1” (Spider-Man: Across the Spider-Verse – Part 1), sinalizando a produção de pelo menos uma Parte 2 – isto é: mais um filme, o terceiro da franquia iniciada em 2018.

Shameik Moore (“The Get Down”) e Hailee Steinfeld (“Gavião Arqueiro”) reprisam seus papéis de Miles Morales e Gwen-Aranha, enquanto há a expectativa de que Oscar Isaac (“Star Wars: A Ascensão Skywalker”) seja oficializado como Homem-Aranha 2099.

Personagem novo no Aranhaverso, o Homem-Aranha 2099 surgiu nos quadrinhos em 1992, criado por Peter David e Rick Leonardi, e introduziu o universo Marvel 2099, uma dimensão futurista, distópica e cyberpunk. Além disso, sua identidade secreta, Miguel O’Hara, representou o primeiro latino a assumir a identidade de Homem-Aranha.

A participação de Oscar Isaac ainda é baseada apenas em sua figuração no primeiro filme. Por outro lado, a produção confirmou oficialmente a intérprete de uma personagem importante dos quadrinhos que fará sua estreia no cinema. Issa Rae (“Insecure”) vai dublar Jessica Drew, a Mulher-Aranha original – numa alteração racial em relação às publicações originais.

A Mulher-Aranha tem sido o alter-ego de vários personagens da Marvel ao longo dos anos, desde que Jessica Drew popularizou o traje da heroína no final dos anos 1970. Mas a Marvel também criou duas Mulheres-Aranha negras. Uma delas é a desajeitada bibliotecária Valerie que apareceu uma única vez, numa revista de 1975. A outra é Ashley Barton, filha do Gavião Arqueiro e neta do Homem-Aranha original, criada em 2008 por Mark Millar (o autor de “O Legado de Júpiter”) no futuro distópico do “Velho Logan”. Detalhe: ela já apareceu em histórias que lidavam com o Aranhaverso.

O novo filme do “Aranhaverso” será dirigida por um trio formado por Kemp Powers (roteirista e co-diretor de “Soul”), o português Joaquim dos Santos (“Avatar: A Lenda de Korra”) e Justin K. Thompson )especialista em backgrounds que trabalhou em “Star Wars: Clone Wars”). Eles substituem o trio original vencedor do Oscar de Melhor Animação, formado por Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman.

A continuação vai estrear em 6 de outubro no Brasil, um dia antes do lançamento nos EUA.