Divulgação/Weta Digital

Peter Jackson vende empresa de efeitos visuais de “O Senhor dos Anéis”

O cineasta neozelandês Peter Jackson (“O Hobbit”) vendeu sua empresa de efeitos especiais Weta Digital, responsável pelos efeitos de “O Senhor dos Anéis”, “Planeta dos Macacos” e “Avatar”, entre muitas outras produções.

A empresa compradora foi a Unity Software, com sede em San Francisco, que pagou US$ 1,6 bilhão para utilizá-la no desenvolvimento do “metaverso”.

Segundo a Unitity, a Weta vai “definir o futuro do metaverso”, uma versão imersiva em 3D da internet que pretende transformar o trabalho e as interações virtuais. A ideia é utilizar a tecnologia dos efeitos visuais para permitir interações virtuais em espaços ultrarrealistas, criados por computação gráfica — como conversar com um amigo ou assistir a um show como se você estivesse no local.

A obsessão das empresas de tecnologia pelo “metaverso” levou até o Facebook mudou o nome de sua empresa matriz para “Meta”, com o objetivo de refletir o compromisso de seu fundador, Mark Zuckerberg, com o conceito.

“Estamos entusiasmados em democratizar estas ferramentas e levar o gênio de Peter Jackson e o incrível talento de engenharia da Weta a artistas em todos os lugares”, afirmou o presidente da Unity, John Riccitiello, em um comunicado.

Apesar da venda dos ativos de tecnologia e engenharia da Weta Digital, Jackson manteve a propriedade majoritária da subsidiária WetaFX, que vai continuar desenvolvendo efeitos especiais para o cinema.