Instagram/Britney Spears

Britney Spears se livra da tutoria do pai em reviravolta na Justiça

Após 13 anos controlando a vida da filha, Jamie Spears não é mais tutor de Britney Spears. A decisão foi tomada em audiência no Tribunal Superior de Los Angeles na tarde desta quarta (29/9).

A juíza Brenda Penny, que tinha concedido poucas vitórias para Britney desde o começo da disputa legal, finalmente mudou de posição, removendo Jamie Spears da tutela, situação originalmente definida numa audiência de 10 minutos em 2008, após a cantora ser internada numa clínica de reabilitação.

À frente da fortuna de Britney, Jamie teria ficado milionário, controlando os compromissos profissionais e vida pessoal da filha com a desculpa de que ela não teria condições mentais para assumir qualquer responsabilidade. Vale observar que, apesar de submetida à tutoria judicial, a natureza do estado mental de Britney nunca foi revelada.

O fim dessa situação aconteceu de forma acelerada, após vários desdobramentos midiáticos nos últimos três meses, entre testemunhos chocantes, denúncias de documentário e até um noivado da cantora. O ponto culminante da batalha legal foi a ida de Britney ao tribunal em junho, quando ele denunciou o próprio pai por situação análoga à escravidão. Na ocasião, a juíza não se comoveu e mandou manter tudo como estava. Mas Britney conseguiu fazer prevalecer seu desejo de trocar o defensor indicado pela corte há 13 anos por um advogado de sua própria escolha. E o novo advogado trocou o ritmo devagar quase parando dos últimos 13 anos para uma resolução em três meses da mudança buscada pela artista.

Com pressão na mídia, Jaime chegou a anunciar sua disposição de desistir da tutela da filha, mas apenas após uma lenta transição e com pagamento de despesas milionárias.

Até que, na última sexta (24/9), o documentário “Controlling Britney Spears” trouxe à tona a vigilância constante, com escutas no quarto da artista e espionagem de suas ligações, levada adiante pelo pai. As revelações foram incluídas na petição de Mathew Rosengart, o atual advogado da cantora, para pedir o afastamento imediato de Jamie Spears, acusado de “cruzar linhas incomensuráveis” ao monitorar os telefonemas, emails e mensagens de texto da filha, incluindo mensagens de seu advogado anterior, e ao plantar um artefato de escuta em seu quarto.

A audiência desta quarta pegou fogo, numa discussão entre Rosengart e a advogada de Jamie, Vivian Thoreen, que queria debater todas as questões pendentes antes de encerrar a tutela. Rosengart, entretanto, disse que a suspensão imediata de Jamie era a prioridade e outra audiência poderia ser marcada nas próximas semanas para encerrar formalmente a tutela.

Ao ouvir os argumentos, Penny suspendeu Jamie como tutor de Britney. “Esta situação não é sustentável… Esta situação é tóxica”, disse a juíza ao proferir sua decisão.

Ela aprovou o contador John Zabel como sucessor do pai da artista. Uma nova audiência será marcada para as questões pendentes e retirada total da tutela de Jamie.

O anúncio levou ao êxtase a multidão reunida do lado de fora do Tribunal no centro de Los Angeles, com faixas estampando o slogan #FreeBritney, e imediatamente
encheu as redes sociais de comentários sobre o dia histórico de Britney Spears.