Divulgação/Warner Bros.

Art Metrano (1936–2021)

O ator Art Metrano, que viveu o oficial Ernie Mauser em “Loucademia de Polícia”, morreu na última quarta-feira (8/9) de causas naturais em sua casa na Flórida, aos 84 anos.

Sua carreira começou nos anos 1960 com figurante de várias séries da época, de “A Feiticeira” a “Chaparral”, até ele entrar no programa humorístico de 1970 “The Tim Conway Comedy Hour”. A partir daí, passou a ganhar papéis melhores em filmes e atrações televisivas, chegando a protagonizar séries efêmeras nunca exibidas no Brasil, como “The Chicago Teddy Bears” (1971) e “Loves Me, Loves Me Not” (1977), além de fazer aparições recorrentes em “Movin’ On” (1974–1976), “Baretta” (1975–1978), “Joanie Loves Chachi” (1982–1983) e “L.A. Law” (1986–1994).

No cinema, ele participou de várias comédias populares como “Corações em Alta” (1972), “O Homem Mais Forte do Mundo” (1975), “A História do Mundo – Parte I” (1981) e “A Nova Paixão de Stella” (1998), além dos dramas “A Noite dos Desesperados” (1969) e “A Força de um Amor” (1983), entre outras produções.

Mas seu maior destaque foi mesmo na franquia “Loucademia de Polícia”. Seu personagem, Ernie Mauser, foi introduzido em “Loucademia de Polícia 2: A Primeira Missão” (1985) como um dos principais antagonistas dos recrutas, um oficial ambicioso que é promovido (por curto período) a capitão.

Ele ainda voltou na continuação, “Loucademia de Polícia 3: De Volta ao Treinamento” (1986), agora como comandante de uma academia policial rival, em luta contra Mahonney (Steve Guttemberg) e sua turma por fundos estatais que seriam cortados de uma das duas instituições.

Seu último papel foi uma figuração como sem-teto na comédia “O Segredo do Sucesso” (2001), estrelada por Charlie Sheen.