Instagram/Antonio Tabet

WarnerMedia responde a processo vencido por Antônio Tabet

A Turner, dona do canal TNT, enviou um comunicado em relação ao processo vencido por Antônio Tabet, o Kibe Loco e um dos fundadores do Porta dos Fundos, por conta da exibição supostamente não autorizada da 2ª temporada do programa “O Show do Kibe”. A empresa diz que cumpriu todas as suas obrigações contratuais com a Contente, que era a produtora responsável pela atração.

“O programa “Show do Kibe – Segunda Temporada”, produzido pela produtora Contente, foi licenciado para a Turner e retirado do ar devido à uma decisão judicial relacionada ao não pagamento do cachê do apresentador pela produtora. A Turner esclarece que arcou com todas as suas obrigações contratuais perante à produtora”, diz o texto identificado como “resposta da WarnerMedia sobre o caso”.

A WarnerMedia é dona da Turner.

Tabet havia rescindido seu contrato com a Contente Produções LTDA em 2016 após ficar sem receber seu salário em relação ao programa do qual era apresentador. A atração foi feita para ser exibida na TNT que, de fato, tinha contrato próprio com a produtora e acreditou que teria direito a exibir a 2ª temporada inédita de “O Show do Kibe”.

Embora a TNT alegue ter tirado o programa do ar após notificação, o caso foi parar na Justiça.

O juiz Fábio de Souza Pimenta, da 32ª Vara Cível da Capital, havia decidido em 2019 que a exibição dos episódios eram indevidos e Tabet merecia ser indenizado. A Turner recorreu e nesta semana a 8ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo deu seu parecer, mantendo o que havia sido estabelecido.

Com a multiplicação de valores por cada episódio e danos morais estabelecidos pela Justiça, a Turner pode ter de pagar até R$ 4 milhões ao humorista.