Instagram/Nicholas Brendon

Ator de “Buffy” é preso por fraudar receita de remédios

O ator Nicholas Brendon, que ficou conhecido no final dos anos 1990 pela série “Buffy: A Caça-Vampiros”, foi preso sob a acusação de obter medicamento controlados com receita fraudada.

Segundo informações do TMZ, o ator foi detido após uma infração de trânsito. Ele ignorou sinalizações e dirigia em ziguezague na cidade de Vigo, no estado americano de Indiana, quando foi parado pela polícia.

Os policiais notaram que ele parecia nervoso, com pulso acelerado e mãos trêmulas. Na revista do carro, foram encontrados sacos plásticos contendo resíduos de drogas e um frasco de comprimidos, mas nenhum contrabando, apenas uma receita dada em um supermercado.

A receita era para sais de anfetamina supostamente prescritos para Kelton Schultz, que o ator alega ser de seu irmão gêmeo. Brendon tem realmente um irmão gêmeo, mas ele se chama Kelly Donovan e não está claro quem criou a confusão nos nomes.

Ao ser questionado pela polícia de quem era a receita, o ator teria afirmado, ainda de acordo com o TMZ, que ele e o irmão têm a mesma receita e compram a receita um do outro.

Os policiais investigam se Brendon poderia estar usando ou vendendo as pílulas, e usando a identidade do irmão para obter mais. Enquanto isso, ele foi preso por falsidade ideológica e fraude, ao apresentar receita com nome de outra pessoa para comprar remédios controlados.

Seu caso se complica porque ele tem ficha corrida na polícia por uso de drogas e violência contra mulheres. A última vez que Brendon foi preso foi em 2017, por agredir uma namorada, e está atualmente em liberdade condicional, situação em que não poderia cometer novos crimes.

Antes disso, o ator já tinha sido detido por provocar danos à propriedade de um hotel e resistir à prisão em 2014, passando pela mesma situação outras duas vezes nos meses seguintes: uma por danificar um quarto de hotel e tentar sair sem pagar a conta, e outra por se embriagar publicamente. Em 2015, ainda declarou-se culpado após ser acusado de sufocar uma namorada e se internou duas vezes em clínicas de reabilitação para tratar depressão, alcoolismo e vício em drogas.

Após o final de “Buffy” em 2003, ele chegou a coestrelar a série de comédia gourmet “Kitchen Confidencial”, ao lado de Bradley Cooper e John Francis Daley, mas apesar desse bom elenco a produção foi cancelada na 1ª temporada. O ator também apareceu em alguns episódios de “Criminal Minds”, mas sua carreira nunca recuperou a popularidade da época de “Buffy”, consistindo basicamente de uma sucessão de terrores baratos, lançados diretamente em vídeo.