Divulgação/Freeform

Reboot de “Pretty Little Liars” começa a escalar elenco

A HBO Max anunciou os dois primeiros nomes do elenco do reboot de “Pretty Little Liars”, que vai se passar na cidade fictícia de Millwood, em vez da Rosewood da série clássica, e apresentar personagens inéditos.

As primeiras mentirosinhas escaladas são Chandler Kinney (Riana Murtaugh na série “Máquina Mortífera”/Lethal Weapon) e Maia Reficco (estrela da série infantil argentina “Kally’s Mashup”). A seleção demonstra que a série terá maior representatividade racial que a produção original.

Kinney vai interpretar Tabby, um aspirante a diretora e aficionada por filmes de terror, enquanto Reficco será Noa, uma estrela do atletismo que está tentando fazer sua vida voltar ao normal após um verão na detenção juvenil. Os perfis lembram Aria (Lucy Hale), a aspirante a escritora, e Emily (Shay Mitchell), a estrela da natação da escola.

Para diferenciar o reboot da trama anterior, a HBO Max incluiu um subtítulo na produção, que vai se chamar “Pretty Little Liars: Original Sin”.

A nova série vai acompanhar um grupo de garotas que se envolvem num mistério sombrio devido aos pecados cometidos por seus pais 20 anos atrás, quando eventos mantidos em segredo quase destruírem a cidade de Millwood. Se a premissa parecer conhecida é porque história similar serviu de origem para os terrores de “A Hora do Pesadelo”.

O criador de “Riverdale”, Roberto Aguirre-Sacasa, foi o escolhido pela Warner para desenvolver o projeto, que traz a franquia de volta à TV em tempo recorde: apenas quatro anos após o fim original. Aguirre-Sacasa vai compartilhar os roteiros com sua colaboradora em “O Mundo Sombrio de Sabrina”, Lindsay Calhoon Bring.

A série original durou sete temporadas, de 2010 a 2017, período em que ajudou a popularizar o antigo canal ABC Family e servir de ponte para sua transformação no Freeform. Além disso, a produção deslanchou a carreira dos principais membros de seu elenco, especialmente do quarteto formado por Lucy Hale, Troian Bellisario, Ashley Benson e Shay Mitchell, intérpretes das Pretty Little Liars do título.

Apesar do sucesso, a produtora da atração, I. Marlene King, não conseguiu o mesmo resultado com o lançamento de dois spin-offs, “Ravenswood” (2013) e “The Perfectionists” (2019), que foram cancelados na 1ª temporada, sem público.

Mas embora a primeira versão televisiva tenha sido criada por King, “Pretty Little Liars” é, na verdade, inspirada numa coleção literária da escritora Sara Shepard. Por sinal, a trama dos livros é bem diferente do que foi mostrado na TV, mas mantém doses parecidas de absurdos, pois uma irmã gêmea malévola e secreta também foi a grande vilã da saga literária.