Twitter/Cassidy

Miley Cyrus se revolta contra assassinato de fã brasileiro

A cantora e atriz Miley Cyrus se manifestou no Twitter com revolta contra o assassinato de um de seus fãs brasileiros. O jovem Gabriel Carvalho Garcia foi executado na terça passada (22/6) em uma barbearia em Embu das Artes (SP) por um homem encapuzado. Amigos da vítima comunicaram o crime à Miley, com fotos que revelam o amor do jovem pela artista, afirmando que a motivação foi homofobia.

“Eu estou devastada em saber que um fã perdeu sua vida de maneira brutal por causa do ódio, do preconceito e da injustiça. Chamar esse incidente perturbador de ‘homofobia’ seria dizer que o assassino tinha ‘medo’ de pessoas queer. Essa é a m*rda de uma mentira. O coração deste ser humano era cheio de ódio e raiva”, postou Miley.

A cantora afirmou que quem estava com medo era Gabriel, e não o criminoso. “É por isso que eu tento lutar contra este tipo de crueldade com amor e aceitação. A liberdade está no topo das minhas prioridades, e é a razão da minha existência neste planeta. Eu não sei o que faria se isso acontecesse com um dos meus melhores amigos…”, escreveu.

Ela finalizou dizendo-se “com o coração quebrado” por saber que algo assim aconteceu com alguém que “a amava, e que eu amava de volta”.

O namorado de Gabriel, Bruno Henrique, também postou uma homenagem ao jovem em seu Instagram. “Mataram [Gabriel] por ser quem ele ele era, por ser feliz, por amar. Uma pessoa de coração puro, que não tinha maldade com ninguém, sempre estendia a mão para ajudar o próximo. Hoje fui obrigado a me despedir do amor da minha vida, com muita dor no peito e tristeza”, escreveu.