Divulgação/Def Jam

Netflix teria pago US$ 30 milhões por série documental de Kanye West

A Netflix comprou os direitos de uma série documental sobre o rapper Kanye West. Segundo a revista Billboard, a empresa teria pago cerca de US$ 30 milhões para poder exibir a produção com exclusividade.

A série incluirá mais de duas décadas de imagens nunca antes vistas do rapper, cobrindo a carreira de Kanye desde que ele surgiu na cena hip-hop de Chicago nos anos 1990 até sua candidatura presidencial fracassada em 2020, passando pela morte de sua mãe e seu casamento com Kim Kardashian.

A direção está a cargo da dupla Clarence “Coodie” Simmons e Chike Ozah, mais conhecida como Coodie & Chike, que dirigiu e produziu vários clipes de Kanye, como “Jesus Walks (Version 3)” e “Through the Wire”. A dupla também produziu e dirigiu os documentários “Benji” (2012) e “A Kid From Coney Island” (2019) sobre antigos astros de basquete, além de clipes para Lupe Fiasco, Erykah Badu e outros.

No entanto, o controle criativo continuará nas mãos de West, famoso por centralizar todas as decisões de sua carreira.

Atualmente, Kanye passa por uma crise pessoal, após o pedido de divórcio de Kim Kardashian. A socialite e empresária, que entrou nesta semana na lista de bilionárias da “Forbes” pela primeira vez, resolveu pedir a separação depois que o rapper acusou a ela e sua mãe, Kris Jenner, de serem “supremacistas brancas” em postagens no Twitter, porque acreditava que elas queriam interná-lo numa clínica à força.

Kanye sofre surtos, causados por transtorno bipolar, que o tornam uma pessoa difícil de lidar.

A Netflix não quis comentar a produção, que foi confirmada pela Variety após a Billboard publicar a notícia.