Divulgação/SAG Awards

Grammy adia premiação para data do SAG Awards, que se diz “extremamente desapontado”

Por conta da pandemia de coronavírus, o Grammy anunciou na noite de terça (5/1) uma mudança em sua data de cerimônia, que foi adiada de 31 de janeiro para o dia 14 de março. O problema é que, nesta data, já estava agendada a cerimônia do SAG Awards, premiação do Sindicato dos Atores (SAG-Aftra) dos EUA.

Diante da alteração, a organização do SAG, que já havia planejado a cerimônia com antecedência, emitiu um comunicado se dizendo decepcionada com o Grammy. “Estamos extremamente desapontados ao saber da data conflitante, 14 de março, anunciada hoje para a transmissão do Grammy Awards deste ano”, disse a organização do evento.

“Anunciamos a data do SAG Awards em julho passado com a intenção de dar a maior consideração possível para outras premiações se programarem com antecedência. Esperamos a mesma consideração de organizações irmãs em todo o setor”, disseram.

O sindicato dos atores já entrou em contato com a Academia das Gravações sobre a situação, e as conversas estão em andamento. “O SAG Awards reconheceu atuações de destaque no ano passado. Faremos novamente um show espetacular que cumpre essa missão”, disse a organização do evento.

“Nossas duas organizações, SAG-AFTRA e a Recording Academy, compartilham membros e trabalham juntas de forma eficaz para defender artistas em muitas áreas. Em um ambiente que é cada vez mais desafiador para programas de premiação televisionados, também temos um interesse mútuo em mostrar com sucesso a arte e o talento de nossos respectivos membros. Estamos em contato com a Recording Academy e continuaremos a trabalhar com nossas organizações irmãs para encontrar maneiras de tornar a temporada de premiações deste ano a mais bem-sucedida possível”.